Assine

Alimentação de cães seniores é aspecto importante para a saúde

Conforme os cães envelhecem, podem tornar-se menos interessados em comer

Time de Inovação Global,

da Mars Petcare

Conforme o cão fica mais velho, é importante adotar cuidados específicos para mantê-lo saudável, assim como seguir recomendações para conservar sua qualidade de vida e bem-estar.

Para determinar a idade do cão, médicos-veterinários irão se concentrar em sua condição fisiológica. Geralmente, cães de raças pequenas e médias começam a mostrar sinais de envelhecimento, aproximadamente, aos sete anos. Raças grandes e gigantes, aproximadamente, aos cinco anos.

Os sinais mais frequentes do envelhecimento são: pelagem opaca ou seca, pele escamosa, rigidez articular, perda de energia, ganho de peso, aumento da ingestão de água, problemas digestivos, constipação frequente e perda de massa muscular. Estes fatores influenciam na capacidade do corpo de rejuvenescer suas células.

senior
Alguns pets desta idade sofrem de gengivite ou
possuem dentes soltos (Foto: reprodução)

Embora a genética e o ambiente do cão desempenhem um papel importante na velocidade do seu envelhecimento, algumas precauções como uma alimentação de alta qualidade, podem desacelerar o processo. Por essa razão, a fórmula de alguns alimentos contribui para a manutenção do tônus muscular, a manutenção do peso corporal ideal e uma digestão mais fácil.

Independentemente da idade, todos os cães precisam de alimentos de qualidade, mas, à medida que envelhecem, certos nutrientes tornam-se mais decisivos para sua saúde. Por isso, é importante certificar-se que o alimento a ser oferecido contenha:

  • Proteína de alta qualidade: Grande parte da alimentação deve ser composta por proteínas com fonte de origem animal. Elas são utilizadas pelo corpo para a construção e manutenção da massa muscular e, por isso, são fundamentais.
  • Gordura: O alimento oferecido deve conter, pelo menos, 10% de gordura. Isto proporciona pele e pelo mais saudáveis para o cão. Além disso, gorduras devem cumprir o papel de ácidos graxos, essenciais para o corpo.
  • Fibra: O alimento deve oferecer, no máximo, 5% de fibra, a quantidade ideal para um intestino saudável. Ela permite uma excelente absorção de nutrientes e ajuda no trânsito de fezes pequenas e firmes por meio dos intestinos.
  • Antioxidantes: Estas moléculas, além de protegerem o sistema imunológico, ajudam o corpo do cão a se livrar dos radicais livres.

Conforme os cães envelhecem, podem tornar-se menos interessados em comer. Em alguns casos, estão sofrendo de gengivite ou possuem dentes soltos, o que torna a mastigação dolorosa e desconfortável. Se estão comendo menos, eles podem não estar recebendo a nutrição necessária que precisam para uma vida saudável.

Como cães seniores, geralmente, comem menos que os mais jovens, é importante fornecer duas ou três refeições por dia. Pode-se realizar uma programação de alimentação para manhã / noite ou manhã / tarde / noite. Dessa forma, a porção oferecida é menor e, consequentemente, mais fresca e atraente. Refeições menores e mais numerosas aceleram o metabolismo do cão, o que irá ajudá-lo a manter o peso ideal.

Embora o calendário possa dizer que o cão tenha ganhado bastante idade, o corpo dele não precisa perder vitalidade. Um alimento especialmente formulado para a idade dele, vai ajudar a mantê-lo ativo, saudável e feliz.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.