Assine

Boa alimentação minimiza chances de formação de bolas de pelos em gatos

Alimentos com óleo mineral e fibras estimulam a regulação intestinal

Os gatos são animais limpos e fazem sua higiene com sucessivas lambidas pelo corpo com o objetivo de limpar e remover pelos mortos, o único problema é que isso pode resultar em formação de bolas de pelo. 

As bolas de pelo formam o que se chama de tricobezoar, que são formados por, além da bola de pelo, secreções gástricas, isto é o que o gato costuma vomitar, pois acumularam pelos no sistema digestivo, formando as “bolas de pelos”. “Em alguns casos, quando o felino não as expele, pode ocorrer até obstrução intestinal e a necessidade de uma intervenção cirúrgica”, explica a coordenadora da Comunicação Científica da linha Equilíbrio, da Total Alimentos (Três Corações/MG), Bárbara Benitez. 

lambida
Quando o felino não expele as bolas,
pode ocorrer obstrução intestinal (Foto: reprodução)

Para o felino, expelir essas bolas por meio do vômito é melhor do que defecá-las. “Os gatos costumam passar até duas horas diariamente se lambendo, então dá para imaginar a quantidade de pelo que ele acaba ingerindo”, complementa a médica-veterinária.  Os mais afetados são os gatos de pelos longos, como os Persas, segundo a profissional. Por isso, é fundamental que o tutor escolha um alimento específico para eles. “Uma dica é escolher aqueles que contenham óleo mineral e fibras, que estimulam a regulação intestinal e ajudam a evitar bolas de pelos”, explica.  

A linha Equilíbrio possui produtos indicados para prevenção das “Hair balls”. “Esses produtos são feitos especialmente para ajudar a lidar com esse hábito tão comum, mas que pode ser problemático, dos gatos”, finaliza.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.