Assine

Cães sobreviventes ao parvovírus podem sofrer doenças gastrointestinais

Pesquisa aponta os efeitos do vírus no organismo dos pets a longo prazo
parvovirus_1
Reportagem está disponível na edição nº 225,
em revistacaesegatos.com.br (Foto: C&G VF)

O parvóvirus canino (PVC) é contagioso, resistente e perigoso, acomete cães de qualquer idade, raça e gênero e pode ser fatal. O tema é conhecido, mas, o que chama atenção é o resultado de uma pesquisa que estudou os efeitos a longo prazo desse vilão. 

O estudo, feito na Alemanha, revelou que cães sobreviventes à patologia são predispostos a serem acometidos por gastroenterite crônica. O médico-veterinário, virologista, com doutorado e livre-docência pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ), da Universidade de São Paulo (USP, São Paulo/SP), e professor associado da instituição, Paulo Eduardo Brandão, comenta sobre a pesquisa. 

Na opinião de Brandão, o assunto é de elevada importância para quem está no front clínico, uma vez que pode auxiliar na prevenção e no tratamento de uma manifestação oculta da infecção pelo parvovírus canino. “Este estudo demonstra que a infecção pelo PVC pode levar à doença intestinal crônica por diversos mecanismos: lesão tecidual persistente no intestino, alterações em ecologia de microorganismos por uso de antibióticos, quebra da tolerância oral levando a alegrias manifestas no trato entérico e doenças autoimunes”, explica. 

O profissional salienta a importância da prevenção do vírus de diversas formas. “Primariamente, realizando a vacinação e, frente a surtos da doença, recomendar as medidas e desinfecção cabíveis”, frisa. 

Acesse a edição de maio da C&G VF e leia a reportagem completa. 

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.