Assine

Causas e tratamento para anemia em cães são apontados por veterinário

Palidez nas mucosas e perda de apetite são alguns dos sintomas

A anemia em cães é um problema de saúde que deixa o animal quieto, sem energia e, se não for cuidado, pode levar a um quadro mais grave. Ao realizar o diagnóstico dessa enfermidade, deve-se descobrir o que a desencadeou, pois trata-se de uma doença secundária que aparece como consequência de outro problema, como explica o médico-veterinário da linha Equilíbrio, da Total Alimentos (Três Corações/MG), Marcello Machado.

O cão com anemia apresenta palidez nas mucosas, falta de disposição, perda de apetite, diminuição do peso, urina escura e podem existir casos em que ele apresente um quadro de depressão. “Muitas vezes, o primeiro sinal que pode chamar atenção do tutor é a mudança no comportamento canino. Por isso, é importante ter muita precaução a qualquer tipo de atitude incomum do cão”, alerta.

Caso esse conjunto de sintomas seja notado no animal, o veterinário orienta a visita à clínica para uma avaliação completa. “Um dos métodos mais eficientes para identificação da doença é o exame de sangue, em que é realizada a contagem de glóbulos vermelhos. O cão com anemia possui baixa quantidade eritrócitos no sangue, que são responsáveis pelo transporte de oxigênio para os órgãos”, explica.

anemia
Existem três tipos de anemia que
podem acometer os cães (Foto: reprodução)

Ao diagnosticar as causas da anemia em cães também é possível saber qual o tipo da doença, como explica Machado. “Existem três tipos de anemia. A medular se desenvolve em consequência de uma deficiência na produção de células vermelhas, que pode ser causada por uma doença autoimune. Já a hemorrágica ocorre quando o animal sofre algum trauma e perde muito sangue. Existem algumas doenças, como cânceres e casos de envenenamento, que também podem levar à perda de sangue. Por fim, há a hemolítica. Esse problema acontece quando o próprio organismo do cão destrói as hemácias, provocando uma queda na imunidade. A anemia hemolítica pode ser consequência de alguma doença, disfunção do sistema imunológico, ataque parasitário ou intoxicação”, explana.

O tratamento adequado para a anemia canina deve ser indicado pelo veterinário. Em geral, de acordo com Machado, orienta-se o uso de medicamentos e, em casos mais graves, pode ser necessária a realização de transfusão de sangue e, até mesmo, cirurgia. “Uma nutrição de qualidade faz toda a diferença na recuperação do pet. Por isso, sempre destaco o cuidado de oferecer rações que são desenvolvidas com proteínas de fontes nobres, que possuem alta digestibilidade, alto valor energético e proporcionam elevado índice de aproveitamento nutricional, assim como os produtos da linha Equilíbrio Super Premium”, expõe.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

 

 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.