Assine

Colite crônica em gatos continua sendo um enigma na Medicina Veterinária

Cientistas apontam que infecção é resistente à maioria dos antiprotozoários

O protozoário Tritrichomonas foetus é reconhecido há vários anos pela comunidade científica como a principal causa da colite crônica em gatos, uma infeção do cólon, assim como uma das principais causas de problemas intestinais em bovinos. Mas, pesquisadores acreditam que se pode estar perto de encontrar uma solução para a infeção. 

De acordo com um artigo publicado pelo Science Daily, a infeção continua a ser um enigma, sem grande solução à vista para as complicações que frequentemente lhe estão associadas na saúde dos felinos. “Os gatos afetados são, habitualmente, novos (com uma idade média de um ano) e mantêm boa saúde e a sua condição corporal, exibindo, no entanto, diarreia. Caracteristicamente, as fezes têm uma consistência grande e frequentemente contêm muco ou sangue. Em muitos gatos, a diarreia acaba por passar depois de alguns meses sem tratamento, mas em alguns dos casos mantêm-se por alguns anos”, refere a publicação. 

doenca
Os gatos afetados são, habitualmente, novos, com uma idade média de um ano (Foto: reprodução)

Até aqui a infeção tem permanecido um enigma para a comunidade médico veterinária, mas um artigo recentemente na revista científica Journal of Feline Medicina and Surgery acredita ter conseguido alguns avanços. 

De acordo com os seus autores, um dos maiores desafios relacionados com esta infeção tem a ver o fato de ser resistente à maioria dos antiprotozoários, o que leva os investigadores a questionarem-se se a infeção deve ser tratada em gatos ou não. “Os autores concluem que, apesar de a investigação já ter avançado muito, pelo menos na compreensão da infeção, ainda há muitas questões sem resposta que são cruciais para o progresso”, refere.

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.