Assine

Conteúdo científico e diversidade de produtos são destaques em evento

Conhecimento e novidades são disseminados em edição do Conpavepa e Vet Expo

Cláudia Guimarães, da redação

claudia@ciasullieditores.com.br

Educação continuada é a palavra-chave para médicos-veterinários que desejam manter uma boa posição no mercado, apesar de tantos anos de carreira e inúmeras concorrências. Com isso, o 15º Congresso Paulista de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Conpavepa), realizado de 17 a 19 de outubro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP), reuniu uma gama de profissionais interessados em novas aprendizagens.

A grade científica do evento foi extensa e atraiu públicos diferentes entre as salas divididas por temas como odontologia, neurologia, oncologia, oftalmologia, tratamento de urgência, entre outros assuntos.

Uma das palestras mais requisitadas dentro do congresso foi "As cinco regras de ouro no diagnóstico e tratamento de crises epiléticas", comandada pelo especialista em neurologia, Ronaldo Casimiro. Ele afirmou que o profissional deve ter certeza de que o paciente tem mesmo uma crise epilética antes de aplicar o tratamento. "Até mesmo otite sendo tratada como epilepsia eu já vi", contou. Segundo Casimiro, é essencial reconhecer as crises, excluir causas extracranianas, saber bem o que é epilepsia idiopática, começar com uma medicação e ter certeza de que a utilizou para atingir o máximo de eficácia. “Em casos refratários, é preciso adicionar a segunda medição, mas manter a primeira”, elucidou. Ele ainda explicou que crise (convulsão) é um período de função cerebral anormal, excessiva paroxística com grande variação na manifestação clínica.

casimiro
Ronaldo Casimiro comandou as salas de maior
procura dentro do Congresso (Foto: C&G VF)

O médico-veterinário Fábio Teixeira também atraiu público em sua palestra “Como adequar as dietas nas dermatopatias”. O profissional apresentou alguns casos tratados por ele em que os alimentos foram responsáveis por problemas de pele de cães e gatos. A ocorrência de maior destaque, citada por Teixeira, foi uma cadela da raça Pug, com seis anos de idade e castrada que possuía uma tutora que reclamava das coceiras excessivas do animal. ”No histórico alimentar, percebi que ela recebia alimento para pele sensível, porque tinha alterações de pele desde muito jovem e um fator positivo: não havia histórico de ectoparasitas”, narrou. Como tratamento, o profissional contou que foi aplicada uma dieta de eliminação para tentar tirar os possíveis alérgicos alimentares. “Investigamos o que ela vinha ingerindo e tentamos saber, ainda, o que ele ingeriu recentemente. Alimentos que podemos utilizar para este teste são: carne bovina, produtos lácteos, trigo e, mesmo carne de coelho e o peixe podem ser alergênicos. Também podem ser incorporadas, a dietas como essa, arroz e carne de frango”, explanou.

O profissional Cauê Toscano compareceu ao Conpavepa para falar sobre "Síndrome do Braquicefálico: tratamentos cirúrgicos". Ele disse que, com a mudança no panorama das raças preferidas como animais de companhia dos tutores, ele tem encontrado, cada vez mais, os braquecefálicos e o proprietário chega aflito com a situação do pet. "É nosso papel oferecer o melhor tipo de tratamento ao paciente. Assim como muitas doenças estão presentes na rotina clínica, essa síndrome vem da seleção genética, que fixa características boas, mas, também, outras ruins, como as alterações anatômicas no crânio, principalmente", cita. Segundo ele, isso causa dificuldade respiratória nos animais. "Essa problemática começa a compor a síndrome e, ao longo da evolução, encontramos alterações cada vez mais graves até chegar em situações críticas e emergenciais", sinaliza.

Mais conteúdo, mas, também, mais novidades. O mercado que beneficia animais de companhia cresce a cada ano. Setores de nutrição, saúde e estética animal vêm formando uma trajetória com bons resultados. Abrir um espaço de destaque para as empresas destes segmentos é a principal função da Feira Internacional de Produtos para Veterinários e Petshops (Vet Expo).

feira
Visitantes puderam conhecer os últimos
lançamentos do setor pet (Foto: C&G VF)

Mais uma vez. A MSD Saúde Animal (São Paulo/SP) participou do evento nas três últimas edições e, nessa, segundo a gerente de Produto Pet, Daniela Baccarin, juntamente com o produto Bravecto, a empresa traz novidades: "O novo conceito 'proteção que aproxima'. Isso porque, quando o Bravecto foi lançado, falamos do produto em si e, hoje, trazemos, também, o benefício da relação do cão com o tutor", afirma. Outro foco exposto na feira é o lançamento de uma promoção chamada "Desfio 12 semanas Bravecto". "Convidamos proprietários a acessar 12semanas.com.br, se cadastrar e assistir um vídeo com o Alexandre Rossi ensinando comandos básicos de adestramento", explica. Após assistir o material, o tutor deve gravar um vídeo de um minuto ensinando seu pet e postar em suas redes sociais. "Os três melhores vídeos serão premiados com viagens, sendo que o primeiro lugar ganha um voucher no valor de 10 mil reais para o passeio", revela.

Novidade. A linha Equilíbrio, da Total Alimentos (Três Corações/MG), também está expondo suas novidades na feira. O gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado, revela que o foco da empresa no evento é o lançamento da linha Grain Free em nova embalagem, que chega mais destacada em relação a linha convencional. "Também estamos reforçando toda a comunicação dos nossos produtos, desde o Super Premium, a linha Prescritiva e os Snaks Funcionais. Eventos como este nos trazem um movimento grande entre a equipe, que intensifica seu contato com os veterinários", comenta. 

Mais saúde. Já o analista de Marketing da Mundo Animal (Pindamonhangaba/SP), Rodrigo Tamanaka, disse que a empresa está lançando uma nova embalagem para a Linha Nutrição, que, antigamente, era vendida em embalagem mais forte na cor azul e, agora, passa a ser comercializada na cor branca. "Também estamos lançando o produto Ômex 3, um suplemento de ácidos graxos essenciais altamente purificados, desenvolvido para a vitalidade de cães e gatos", menciona. Outro objetivo da empresa no evento é se aproximar de seu público-alvo e ampliar o relacionamento, considerado essencial para a equipe. 

Novo formato. A PremieRpet (Dourado/SP) apostou em um espaço diferenciado para esta edição da feira, um lounge na área do Conpavepa. Nele, a empresa lança, dentro da Linha PremieR Nutrição Clínica, alimentos para cães diabéticos de pequeno e médio e grande portes. "Essa era uma demanda do mercado, já que esses animais necessitam de um alimento coadjuvante para obterem melhores resultados no tratamento clínico e no controle da doença", comenta o supervisor de Marketing Corporativo da PremieRpet, Julio Kleber Barbosa. Ele conta que também está em destaque o lançamento do alimento Obesidade com a divisão por portes, atendendo a pedidos dos consumidores. "Também reforçamos aqui lançamentos recentes, que são nossa linha de alimentos úmidos PremieR Gourmet e a linha PremieR Cookie. A ideia do espaço, próximo ao Congresso, é interagir com os veterinários que estão em busca de atualização na área", afirma. A PremieRpet ainda promoveu seu Simpósio, paralelo ao evento, voltado para clínica e nutrologia. "É a quarta edição do Simpósio e a cada ano buscamos inovar no conteúdo e aprimorar nossa participação na feira", finaliza Barbosa.

Com o pé direito. A BRF (São Paulo/SP), companhia de proteína animal, ingressa no mercado de Pet Food com uma nova marca de ração que, segundo a equipe, é “boa pra cachorro”: a marca Güd. Eles contam que a produção é feita a partir da proteína do frango e não leva corantes e conservantes artificiais ou ingredientes transgênicos. Sua composição inclui ingredientes naturais, tais como, arroz, mandioca, beterraba, banana e ervilha, além de vitaminas e minerais. Güd é destinada ao segmento Super Premium. Atualmente, o produto é comercializado na região metropolitana de São Paulo e existe expectativa de expansão para outras regiões do Brasil nos próximos meses.

Bem-vinda de volta. A médica-veterinária da Guabi (Campinas/SP), Letícia Tortola, revela que este é o momento de retorno da empresa em feiras e, com isso, estão aproveitando para reforçar a marca Guabi Natural e estabelecer maior contato com os médicos-veterinários. "A presença de estudantes de Medicina Veterinária no evento também é importante, pois eles são os veterinários do amanhã. Em nosso estande, disponibilizamos o maior número de informações técnicas possíveis porque eles precisam dessa base para quando adentrar ao mercado de trabalho e estar pronto para prescrever os melhores alimentos para animais de companhia", atesta. Ela ainda destaca que a informação técnica sobre nutrologia é o principal pilar da Guabi no evento. "Patrocinamos uma palestra com o Prof. Aulus Carciofi, em parceria com a Universidade Estadual Paulista (Unesp, Jaboticabal/SP), e contamos com diversos materiais informativos, incluindo um glossário, com o objetivo de proporcionar mais conhecimento aos profissionais e estudantes", aponta.

Relacionamento. A AGV Logística (Vinhedo/SP) também participou do evento, apoiando o setor de saúde e nutrição animal. A equipe apresentou soluções logísticas customizadas e flexíveis aos visitantes do estande, bem como ofereceu um agrado em forma de massagem relaxante para que os profissionais pudessem dar uma pausa rápida antes de voltar à visitação. Gerando valor, com foco na boa relação com os especialistas do segmento, a empresa espera alcançar bons resultados.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.