Assine

CRMV-PR denuncia atendimento veterinário a distância

Tutores de cães e gatos acreditam que consulta on-line é completa

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Paraná (CRMV-PR, Curitiba/PR) encaminhou, dia 13 de dezembro, para análise do Ministério Público dos Estados do Paraná e São Paulo denúncia referente à oferta de serviço veterinário on-line. 

A empresa, localizada em Campinas (SP), oferece orientações gratuitas via aplicativo de conversa on-line. “Receba orientações veterinárias onde você estiver. Preencha seu e-mail e tenha acesso a orientações gratuitas por WhatsApp” é a chamada em destaque no site. 

celular
CRMV-PR entende que publicidades podem
confundir os tutores (Foto: reprodução)

Apesar da plataforma informar que o serviço não substitui o atendimento presencial, não fornece diagnósticos e não prescreve medicamentos, mas que seu intuito é apenas o de fornecer orientações a seus usuários, o CRMV-PR entende que as demais publicidades em geral levam o consumidor a acreditar que irão realizar atendimento completo a distância.

Em diversos momentos a publicidade leva a este entendimento, equiparando-se inclusive ao atendimento presencial. No anúncio, consta que o atendimento on-line é 24 horas, que os médicos-veterinários estão disponíveis e prontos para atender às necessidades do animal quando o tutor mais precisar e sem sair de sua casa, entre outras afirmações errôneas. 

Não foram identificados profissionais do Paraná envolvidos no atendimento, porém, com a abrangência que a plataforma oferece, entende-se que há concorrência desleal em todo o território nacional. O CRMV-PR lembra que os profissionais têm a sua disposição o Manual de Publicidade do Médico Veterinário, publicado em 2015, que esclarece diversas dúvidas. O material é claro e direto sobre a questão de oferecer serviços à distância. 

O CRMV-PR destaca, ainda, que não é intenção definir como consulta antiética, as orientações complementares, de forma excepcional, praticadas pelos clínicos veterinários antes ou após atendimento presencial, mas, sim, questionar a possibilidade de estar ocorrendo práticas arrecadatórias e mercantilistas, a concorrência desleal, a negligência, a imprudência e a publicidade enganosa. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.