Assine

Desafios nutricionais em filhotes de cães e gatos

A curva de crescimento desses pets é diferente

Msc MV Luciana Peruca

Coordenadora de comunicação científica

Royal Canin do Brasil

Os filhotes de gatos e cães são alimentados, nas primeiras 12-24 horas de vida, com o colostro materno. Essa secreção láctea possui uma quantidade representativa de imunoglobulinas, água, nutrientes e fontes de crescimento importantes para o desenvolvimento do recém-nascido. Após essa fase os filhotes são alimentados com o leite materno rico em gordura, proteína e água, além de um percentual de lactose.

A amamentação ocorre até a 4-5ª semana de vida do filhote, período em que o animal ainda é capaz de digerir os nutrientes do leite, mas que, por outro lado, já requer um teor energético mais elevado para seu crescimento. Dessa forma, o início do desmame torna-se necessário com a inclusão gradativa de alimentação de consistência mais firme que o leite. Após o desmame, o filhote é submetido à alimentação seca apropriada para essa etapa da vida. Nesse mesmo período ocorre a etapa da vida de cães e gatos em que há maior aceitação de texturas diferentes de alimentos, denominada “fase de socialização”. Em cães, essa fase ocorre entre a 4-12ª semana de vida e no gato entre a 3-8ª semana de vida.

recem nascido
Cães de grande porte crescem até os 15-18
meses de vida (Foto: reprodução)

A curva de crescimento de gatos e cães é diferente. Enquanto que em felinos há duas curvas características e distintas de crescimento, cães já apresentam curvas específicas para cada porte e até para cada raça.

Em gatos, até os quatro meses de vida, o crescimento é intenso e rápido, requerendo um alimento mais energético. Dos quatro aos 12 meses o gatinho ainda está crescendo, mas de maneira mais lenta e gradativamente, tornando-se necessária uma alimentação com um teor energético moderado. Em cães, a variação é ainda maior. Os de porte pequeno crescem até os 10 meses de vida, cães médios até os 12 meses, grandes até os 15-18 meses e gigantes de 18-24 meses. Com isso, os requerimentos nutricionais devem atender, especificamente, cada curva de crescimento tão própria e distinta de cada porte.

Os benefícios dos alimentos completos e balanceados para filhotes de cães e gatos são diversos. O perfil nutricional, formato, tamanho e textura dos croquetes e outras características de tais alimentos atendem de forma precisa às necessidades dos filhotes reconhecidas por médicos-veterinários e criadores e objetivam favorecer a qualidade de vida e o bem-estar desses animais.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.