Assine

Doença periodontal atinge 80% dos cães com mais de 3 anos de idade

Animais devem ser submetidos ao exame oral regularmente
dentista
Leia mais na edição nº 222 da C&G VF,
em revistacaesegatos.com.br (Foto: C&G VF)

Um mal que pode gerar complicações sérias, como perda de dentes e migração de bactérias para rins, fígado e coração: um simples mau hálito pode indicar que o cão esteja sofrendo de doença periodontal, que ocorre 80% em cães com mais de 3 anos de idade. 

Ela se inicia com o acúmulo de placa bacteriana, que pode evoluir na formação de tártaro e causar a deterioração dos tecidos que sustentam os dentes, como a gengiva e o osso alveolar. A doença é perigosa, pois os sinais são quase invisíveis. Quatro em cada cinco cães com mais de 3 anos de idade têm problemas nas gengivas. 

Apesar disso, 90% dos tutores acreditam que os dentes e as gengivas de seu animal estão saudáveis. Como as lesões ocorrem sob a gengiva, muitas vezes, o tutor não percebe que o cão está doente e, com isso, o mau hálito é o único sinal de que pode haver algo errado. A maioria das doenças orais tem progressão rápida e silenciosa e só podem ser detectadas precocemente com a inspeção da boca por um médico-veterinário ou, tardiamente, pelos tutores. 

Confira dicas de cuidados e manejo para evitar o problema em nos animais de companhia, na edição de fevereiro da C&G VF.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.