Assine

Estratégias e manejos adequados beneficiam trato urinário de pets

Check-ups e consultas preventivas devem ser realizados com frequência

As doenças que afetam a saúde do trato urinário podem estar relacionadas a diversos fatores intrínsecos e extrínsecos como infecções, nutrição inadequada, desordens metabólicas, clima, manejo, genética, morfologia, sexo, idade, entre outros. Os problemas urinários aparecem como uma das principais queixas entre tutores de gatos nos consultórios veterinários, já que os felinos apresentam maior chance de desenvolvê-los quando relacionados a outras espécies. 

Os gatos, normalmente, apresentam o hábito de ingerir pouca água desde seus ancestrais, que não possuíam o hábito de ingerir água em lagos e rios devido à exposição a ataques de seus predadores. Dessa forma, quase toda água existente no organismo dos felinos era proveniente de suas caças, gerando uma adaptação dos rins que desenvolveram a capacidade de concentrar uma alta quantidade de urina. 

Estimular cães e gatos a consumir água, juntamente com a indução do aumento no número de micção, é sempre positivo e fundamental para prevenção e controle de doenças do trato urinário. Existem várias técnicas de manejo e percepção que podem ser colocadas em prática para isso, como: providenciar vários recipientes de água em pontos estratégicos da casa; utilizar potinhos com dimensão adequada, para evitar que os bigodes batam na borda do recipiente, sendo desagradável ao gato; a água deve ser oferecida, preferencialmente, em lugares de pouco trânsito de pessoas e baixa incidência de barulho; utilizar fontes de água limpa e fresca e, se possível, água corrente. Cubos de gelo junto ao pote podem ser interessantes, pois despertam a curiosidade do animal, entre outros cuidados. 

É importante tomar essas medidas porque as doenças urinárias podem evoluir para casos graves, portanto a prevenção é muito importante. Exames de sangue e de urina, além da mensuração da pressão arterial, são essenciais no monitoramento e definição de estratégias de prevenção. 

Leia o artigo completo na edição de setembro da C&G VF. 

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.