Assine

Estudantes de Veterinária criam liga nacional com foco em cirurgia

Professores Andrigo Barboza de Nardi, Maurício Brun e Julia Matera são orientadores do grupo GECIVET-BR

Cláudia Guimarães, em casa

[email protected]

Onde buscar conhecimento extra, além das salas de aula? Essa pode ser sua dúvida, estudante de Medicina Veterinária, que deseja se aprofundar em uma área e construir sua formação para um caminho específico da profissão. Foi com isso em mente, que surgiu o Grupo de Estudo em Cirurgia Veterinária do Brasil (GECIVET-BR).

O médico-veterinário e professor orientador do grupo, Andrigo Barboza de Nardi, conta que a formação dessa equipe foi uma iniciativa de graduandos de Medicina Veterinária de diversas faculdades do Brasil que possuem o anseio de unir os muitos grupos de estudos e ligas acadêmicas de cirurgia veterinária no País. “Além disso, também desejam criar uma estrutura sólida para estudantes de Medicina Veterinária que possuem interesse na área, por meio da comunicação e integração”, explica. Além do Prof. De Nardi, a liga é orientada, também, pelos professores Maurício Veloso Brun e Julia Maria Matera.

Grandes metas. A liga, segundo De Nardi, possui alguns objetivos centrais. Entre eles, oferecer suporte e consultoria aos grupos e/ou ligas nas diversas faculdades do Brasil por meio de uma associação do Grupo de Estudo com o GECIVET-BR. “Dessa forma, facilitar a criação de grupos e/ou ligas locais, sua estruturação e manutenção, promovendo uma rede de comunicação consistente entre todos os grupos associados. Também queremos proporcionar maior conexão entre alunos, docentes, profissionais e empresas por meio de eventos, jornadas, redes sociais e reuniões”, compartilha o orientador que adiciona: “Pretendemos criar conteúdo referente à área de cirurgia veterinária e atualização da rede de comunicação sobre os avanços científicos na área, divulgando projetos de extensão e eventos desenvolvidos pelos grupos ou profissionais associados”.

Objetivo do grupo é proporcionar maior conexão
entre alunos, docentes, profissionais e empresas
(Foto: reprodução)

De Nardi revela que, no momento, o grupo desempenha a estruturação das ideias e objetivos propostos, portanto, agora, são realizadas atividades como: estruturação e alimentação das redes sociais com conteúdos pertinentes ao tema “cirurgia veterinária”; apresentação e divulgação do grupo, assim como das atividades propostas e desenvolvidas, em redes sociais e meios de comunicação como Instagram, Facebook, Youtube e Revistas; escrita e regulamentação de documentos básicos de estruturação para o grupo como estatuto, carta de apresentação, ofícios de parceria, contratos de associação, entre outros. Assim como análise dos trâmites e processos burocráticos para o reconhecimento do GECIVET – Brasil; desenvolvimento e execução do planejamento estratégico da gestão junto com os alunos que compõe a gestão; comunicação com empresas e instituições relacionadas para colaborações, coparticipações e parcerias.

O grupo também comanda o desenvolvimento, estruturação e criação do site oficial da GECIVET-Brasil que fornecerá conteúdo para estudantes, dicas de estudos, avanços científicos na área, promovendo apoio a educação. “O site também contará com áreas de divulgação de projetos de extensão e eventos dos grupos associados; área de divulgação para os parceiros, patrocinadores e colaboradores do grupo; abas e conteúdos exclusivos para os Grupos de estudos associados; informações sobre como se associar e os documentos necessários, entre outros”, elenca.

Como participar? Para fazer parte do GECIVET BR como membro da gestão, De Nardi expõe que o candidato deve: ser estudante de Medicina Veterinária, seja de graduação, residência, pós-graduação, mestrado, doutorado, ou profissional em qualquer área relacionada ao tema referido; residir no território nacional durante toda gestão e ser fluente em português; ter participado ou participar de algum Grupo de Estudo ou similar, situado em território nacional.

Para o orientador, a importância de unir alunos de diversas instituições em um grupo único com alcance nacional é oferecer a possibilidade de criar uma rede de comunicações entre os Grupos de Estudos em Cirurgia Veterinária de diversas faculdades do Brasil, para promover o intercâmbio de conhecimento, informações e experiências entre alunos com interesse em comum. “Essa iniciativa também visa promover maior integração dos estudantes com profissionais da área e docentes de diversas instituições por meio de jornadas acadêmicas, eventos, associações e cursos, diminuindo a lacuna que existe entre alunos/recém-formados e profissionais já estabelecidos. Ademais, esse projeto pretende ser um espaço para que empresas, instituições e mídias desse segmento possam ter contato e desfrutar de um ambiente de pessoas exclusivamente dedicadas ou interessadas a cirurgia veterinária. Dessa forma, o GECIVET Brasil almeja fortalecer de maneira completa o segmento de cirurgia veterinária no Brasil”, garante.

Visão de quem está dentro. A estudante do 5º ano da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA-USP), Julia Belotto Guaraná, é uma das idealizadoras do grupo e espera que o GECIVET lhe proporcione grande crescimento profissional e pessoal. “Espero aperfeiçoar habilidades interpessoais, como gerenciamento de tempo, gestão de times, liderança, trabalho remoto, comunicação, autoconhecimento, entre outras. E também desejo me aprofundar no aprendizado da cirurgia veterinária, estabelecer e cultivar uma grande rede de conexões entre alunos da gestão e alunos dos grupos de estudos associados, profissionais e docentes da área”, menciona.

Site da GECIVET-Brasil fornecerá conteúdo para
estudantes, dicas de estudos e avanços científicos na
área de cirurgia (Foto: reprodução)

Atualmente, ela é vice-presidente do GECIVET Brasil e seu papel no grupo abrange representar o GECIVET Brasil; convocar e presidir as reuniões ordinárias e extraordinárias da Gestão administrativa; assinar juntamente ao presidente e/ou secretário (a) a correspondência oficial do GECIVET Brasil; Representar o GECIVET Brasil junto a associações de médicos veterinários e áreas afins em congressos, simpósios, cursos e eventos em que este esteja presente; Confeccionar os relatórios trimestrais e enviá-los para parceiros e destinatários necessários; Cumprir e fazer cumprir as normas do Estatuto; Auxiliar a presidente no exercício de suas funções; Substituir a presidente nos casos de ausência eventual, impedimento temporário e nos casos de vacância do cargo; Auxiliar no trabalho dos representantes regionais.

Ela nos conta que seu interesse na área começou no primeiro ano da faculdade, quando fez seu primeiro estágio no hospital escola da faculdade. “Após despertar esse interesse, senti falta de atividades extracurriculares dentro da minha faculdade que contemplassem a área. Dessa forma, no meu 3º ano da faculdade, juntamente com um pós-graduando e sob orientação do professor de cirurgia da FZEA, fundamos o Grupo de Estudos em Cirurgia de Pequenos Animais (GECIPA). Tive, também, a oportunidade de realizar uma iniciação científica com métodos alternativos para o ensino de técnica cirúrgica e isso me despertou ainda mais o interesse na cirurgia, na pesquisa e no ensino”, relembra.

Os integrantes da liga, até o momento, são:

Presidente: Camila Gomes dos Santos

Vice-Presidente: Júlia Belotto Guaraná

Departamento de Relações Públicas: Conrado Henrique Hackmann, Leonardo Fernandes Chapeta, Amanda Almeida Bull e Vitor Chambrone Munhoz Perez

Departamento de Secretaria: Yasmin Ribeiro Koba, Hanna Rodrigues Miranda e Conrado Henrique Hackmann

Departamento de Marketing: Pedro Gustavo Macedo Rihs, Luisa Tavares Freitas, Allana Pereira Barboza e Natalia Helena Meneguin

Departamento de Relações Humanas: Ana Carolina Souza Ramos de Medeiros, Herlem Camila Pinto da Silva e Amanda Almeida Bull

Departamento Financeiro: Ana Laura Furlan Blanco, João Pedro Barboza Tissi e Caroline Midden Motta Morinaga

Departamento de Pesquisa & Extensão: Gabriel Santos Andrade e Luisa Tavares Freitas

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.