Assine

Estudo indica que alimentação crua representa risco aos pets

Em avaliação de alimentos, foram encontradas bactérias como a Salmonela
alimento-cru
Pesquisadores afirmam que a alimentação oferece mais
probabilidade do pet ser infetado com bactérias
resistentes a antibióticos (Foto: reprodução)

Uma dieta à base de carne crua pode representar um risco para a saúde dos animais, uma vez que aumenta a probabilidade de ingestão de bactérias nocivas e parasitas. A conclusão consta em um estudo recentemente publicado e vem contrariar a posição de vários investigadores que, nos últimos anos, têm defendido a alimentação crua de cães e gatos. 

O estudo, da Universidade de Utrecht (Holanda), avaliou 35 alimentos congelados para animais de várias marcas diferentes e mostra que 43% dos produtos continham várias espécies de Listeria, que 23% possuíam a bactéria E. Coli e que 20% tinham vestígios de Salmonela. 

As bactérias E.Coli e Salmonela são responsáveis por infeções graves nos humanos e, também, nos animais. De acordo com os investigadores, os cães e os gatos que se alimentam à base de carne crua têm maiores probabilidades de ficar infetados com bactérias resistentes aos antibióticos. 

Confira aqui detalhes sobre o estudo.

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.