Assine

Futuro de ingredientes transgênicos pode estar comprometido

Profissional explica o impacto do milho modificado em alimentos pet

O milho está presente na maioria das formulações de alimentos para animais de estimação no Brasil e no mundo e pode variar entre 20 e 60 % na ordem centesimal da formulação de alimentos pets. 

Este ingrediente, para alguns, é visto como vilão de fórmulas para animais de estimação quando posto à prova de questões econômicas, éticas, tendências, impactos ou riscos para a segurança alimentar e nutricional. 

Como se não bastasse esses pontos levantados, os mesmos se maximizam quando se elege o uso de variedades transgênicas deste ingrediente. 

O milho pode ser geneticamente modificado em laboratório e já o é desde meados da década de 70. A partir da década de 90, relatou-se o comércio de plantas geneticamente modificadas, com a introdução de genes específicos da bactéria de solo, Bacillus thuringiensis, denominadas de variedades (Bt), essa modificação na planta dá condições de produzir uma proteína tóxica, específica para determinados grupos de insetos. 

Continue lendo o artigo na edição deste mês da C&G VF. Acesse já.

milho
Edição nº 215 da C&G VF traz o artigo completo. Consulte em revistacaesegatos.com.br

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.