Assine

Gato deve ser predominante nos lares brasileiros em até dez anos

Felinos que vivem em ambientes fechados necessitam de nutrição balanceada

Os pets são mais de 130 milhões no mundo inteiro: cachorros, gatos, aves, peixes e alguns tipos exóticos. Um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, Rio de Janeiro/RJ) em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet, São Paulo/SP) mostrou que o Brasil tem a segunda maior população de pets do mundo, com 22,1 milhões de felinos e 52,2 milhões de cachorros. O ponto mais interessante é sobre a população de gatos, que se multiplica em maior proporção e deve predominar em menos de dez anos. 

gato janela
Tutores de gato ainda devem dar importância à castração
e aos cuidados após a cirurgia (Foto: reprodução)

O Brasil é um dos poucos países no mundo em que o cão ainda é o companheiro preferido, mas, segundo a Abinpet, a verticalização dos grandes centros e a mudança no estilo de vida das pessoas são fatores que fazem com que os brasileiros optem por um animal de estimação mais independente e de fácil adaptação aos ambientes menores. 

Para o médico-veterinário da linha Equilíbrio e gerente Técnico Nacional da Total Alimentos (Três Corações/MG), Marcello Machado, como o aumento de felinos é predominante, o tutor deve dar importância à castração e aos cuidados após a cirurgia. “A castração é de grande relevância, principalmente para evitar o número de gatos abandonados nas ruas, mas como o felino é um animal que se adapta, facilmente, a apartamentos e lugares pequenos, ele pode ficar mais preguiçoso após a cirurgia, o que pode resultar em ganho de peso, por isso é ideal oferecer alimentos para gatos castrados, que possuem L-carnitina e calorias reduzidas para auxiliar no controle do peso”, explica. 

Segundo a gerente de Produto da linha Equilíbrio Super Premium, Érika Miklos, outra preocupação com o aumento do número de gatos nos lares é a forma de alimentá-los. “Como eles ficam fechados em espaços pequenos, é necessária uma alimentação balanceada, rica em proteínas, de ótima digestibilidade e ingredientes que auxiliem na redução do odor das fezes”, acrescenta. 

Érika ainda cita que a Total Alimentos possui opções para todas as fases da vida e necessidades nutricionais do animal, desde sensibilidade digestiva, manutenção do peso, prevenção de bolas de pelos até alimentos que são coadjuvantes no tratamento de doenças. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.