Assine

Integração do Sistema CFMV/CRMVs entre as prioridades de gestão

De acordo com Francisco Cavalcanti há interesse de união com associações

Uma maior integração entre os Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária (Sistema CFMV/CRMVs) está entre os principais objetivos estabelecidos pela nova diretoria do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV, Brasília/DF). “Nossa gestão será junta e integrada”, resumiu o novo presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida. “Queremos fazer uma gestão de integração entre todo o sistema de Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária.  Levaremos os temas para discussão de todos para fortalecer o Sistema.  Também queremos atuar em conjunto com outas associações de médicos-veterinários, sociedades, Anclivepa e outras entidades”, listou.

Francisco Cavalcanti de Almeida também apontou algumas das questões que serão tratadas pela nova gestão, que será focada em projetos de valorização profissional voltados para todas as áreas de atuação da Medicina Veterinária e da Zootecnia. “Há problemas de salário e emprego, como também há a preocupação com o crescimento de novos cursos de Medicina Veterinária em todo o País. Queremos atuar em todas as frentes”, adiantou.

francisco-cavalcanti-divulgacao

Plano de ação foi comentado por Francisco

Cavalcanti durante posse do Conselho

(Foto: divulgação)

O presidente do CFMV também enumerou, durante seu discurso na cerimônia de posse dos conselheiros, outros temas urgentes que serão debatidos com especial atenção durante a nova gestão, como a formação de técnicos veterinários, as estratégias voltadas ao controle populacional de cães e gatos de forma desordenada e sem qualificação e o progresso na formulação de leis a nível estadual e municipal.

Para o vice-presidente do CFMV, Luiz Carlos Barboza Tavares, será grande o desafio de cumprir as metas esperadas do Conselho Federal. “Precisamos da união do grupo. Espero que os regionais trabalhem junto com o federal e que consigamos alcançar esses resultados”, salientou Tavares. “Esperamos que ao final da gestão tenhamos correspondido às expectativas de um Conselho Federal que funcione como órgão que represente todo o sistema, os regionais e os profissionais”, acrescentou.

Hélio Blume, tesoureiro do Conselho Federal, também mencionou a integração do Sistema CFMV/CRMVs como o principal caminho a ser seguido pela gestão que assumiu nesta semana a diretoria do Conselho. “Vamos buscar inovar e melhorar a representatividade da classe médico-veterinária no País. Nós contamos com a colaboração de todos, porque senão não seria o trabalho de um colegiado. Vamos implantar exatamente esse pensamento de atuação”, destacou Blume.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.