Assine

Juntas Governamentais para liderar conselhos é revogada

“Também não víamos com bons olhos”, diz presidente do CFMV

Foi publicada, no Diário Oficial da União (DOU), a Resolução CFMV nº 1200/2017, norma que revoga a Resolução CFMV nº 1167, de 11 de agosto de 2017, na qual instituía as Juntas Governativas dos Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária (CFMV/CRMVs) que teriam a responsabilidade de administrar os Conselhos no caso de término de mandato e de os processos eleitorais não terem sido finalizados em razão de decisão judicial. Por decisão da Justiça, os efeitos da resolução estavam suspensos.

“Nós estamos cumprindo rigorosamente uma determinação judicial e a gente não via também com bons olhos a criação dessa Junta Governativa porque nós não pensamos em nenhum momento em intervir em conselho regional. Temos que ter um processo eletivo, correto, transparente e o colega que foi eleito deve assumir esse mandato porque a classe o delegou esse poder”, afirmou o presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti.

justica-reproducao

Publicação no Diário Oficial da União (DOU) aconteceu

na última terça-feira, dia 19 (Foto: reprodução)

A resolução que revoga a instituição de Juntas Governativas é assinada pelo presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida, que assumiu a autarquia no último domingo, 17 de dezembro. Sob os pilares inovação e transparência, Cavalcanti pretende liderar o Conselho ampliando o diálogo com os Conselhos Regionais, associações e demais entidades.

“Vamos trabalhar com a visão da unificação do Sistema com força política e abrangência suficiente para conectar os profissionais, estudantes e cidadãos em todos os lugares e a todo o tempo. Nosso objetivo é promover a Saúde Única e o bem-estar dos animais, dos seres humanos e a sustentabilidade do meio ambiente em prol da valorização das classes”, disse o presidente durante a solenidade de posse dos conselheiros efetivos e suplentes do CFMV para o triênio 2017-2020.

Fonte: CFVM, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.