Assine

Mercado conta com novo produto contra doenças alérgicas em pets

Lançamento da linha Soft Care protege e reforça a pele dos animais

internopetsociety

Cláudia Guimarães, da redação

claudia@ciasullieditores.com.br

O grande desafio na dermatologia veterinária se concentra nas doenças alérgicas, já que é uma longa jornada para garantir, ao paciente e à sua família, conforto e alívio. Esse auxílio não deve apenas focar na pele, mas, também, no dia a dia, uma vez que a Dermatite Atópica não tem cura, necessitando de controle com produtos de qualidade.

O principal sintoma do problema é o prurido, além de a pele ficar avermelhada e o animal começar a se coçar intensamente, causando, assim, lesões e queda de pelo. Segundo a dermatóloga veterinária e gerente de Produto da marca Soft Care, da Pet Society (São Paulo/SP), Salua Carolina Cataneo, muitas vezes, a enfermidade pode se manifestar apenas como uma otite redicivante.

Por conta disso, o tutor deve ter sempre em mente que, como as doenças alérgicas e, principalmente, a Dermatite Atópica, não possuem cura, é preciso mais do que só tratar ou descobrir a que o animal é alérgico, é importante manter o animal saudável, espaçar as crises e manter um ambiente limpo para o paciente. “É o que chamamos de tratamento multimodal. Temos que cuidar dos sintomas que a alergia apresenta, sem esquecer de manter um local higienizado, assim como uma pele bem protegida e reforçada evitando, assim, o contato dos alérgenos”, orienta.

ktreat
Novo produto possui tecnologia avançada e é
indicado para auxiliar na manutenção da pele do
paciente atópico (Foto: divulgação)

O paciente atópico tem uma deficiência de lipídeos em sua pele, principalmente, de ceramidas, como compartilha Salua. “A pele está sempre susceptível à penetração de antígenos como pólen, ácaros, bactérias e fungos. Portanto, dentro do tratamento multimodal, é preciso reforçar essa barreira com ativos que devolvam os lipídeos ou auxiliem o organismo a formá-los, além de corrigir a dieta para uma suplementação maior de ácidos graxos essenciais que irão auxiliar no reforço dessa barreira”, expõe.

Nova solução. Pensando nisso, a Soft Care quer ser a ponte que liga o animal ao bem-estar, por meio do lançamento K-treat. “O produto contou com três anos de pesquisas e estudos dentro da realidade brasileira e apontou o quanto a terapia tópica é importante para o tratamento multimodal do paciente atópico”, revela a dermatóloga veterinária e gerente de Produto da marca, Salua Carolina Cataneo. Ela ainda conta que o K-treat é um sérum reconstrutor de barreira que mostrou que a utilização de produtos tópicos menos agressivos podem gerar um resultado tão importante quanto o uso de medicamentos, com a vantagem de não gerar resistência bacteriana, por exemplo, além de melhorar o aspecto tátil da pele e pelagem.

O lançamento, segundo Salua, possui tecnologia avançada e é indicado para auxiliar na manutenção da pele do paciente atópico ou animais com doenças que levam ao ressecamento extremo da pele. “Sua fórmula reestrutura os lipídeos e hidrata para a pele, restaurando a barreira cutânea e reforçando-a, prevenindo a penetração de antígenos e a decorrente inflamação e infecção da pele, além de conferir mais viço e maciez”, garante.

Salua ainda conta que essa fórmula pode ser utilizada todos os dias, de uma a duas vezes ao dia, na função de proteção e nutrição intensa da epiderme. “Pode ser utilizado junto ao tratamento medicamentoso ou mesmo após a terapia para prevenção e manutenção da pele saudável”, adiciona. Vale lembrar, também, que, apesar de o K-treat ser um dermocosmético seguro e eficaz, a prescrição e indicação de uso devem ser passadas por um médico-veterinário, a fim de acompanhar a evolução e o prognóstico por meio da melhora clínica da Xerose.

Apresentação. O diferencial do K-treat, para Salua, começa em sua base: um sérum leve e de fácil aplicação, com toque seco e uma agradável fragrância. “Sem contar os ativos, como a Phytosfingosine, uma cadeia lipídica precursora de ceramidas que irá devolver o lipídeo que esse paciente não tem, e, também, a proteína do Baobá, um ativo altamente hidratante e emoliente que irá conferir maior resistência e vitalidade à pele, contribuindo para a sua proteção”, complementa.

A apresentação do K-treat é de 200mL, quantidade suficiente para dois meses, aproximadamente, e o produto estará disponível a partir de junho.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.