Assine

Algumas plantas populares são tóxicas aos animais de companhia

Conheça quatro espécies para enfeitar a casa sem riscos aos pets

Com tanto carinho dentro de casa, é de se esperar que os milhares de cães e gatos espalhados pelos lares brasileiros sejam curiosos e muito brincalhões com qualquer coisa que veem pela frente, inclusive, plantas.

As plantas e flores exalam perfumes únicos, são de texturas e cores diferentes atraindo atenções dos animais, o que pode ser muito perigoso, já que algumas espécies são altamente tóxicas para eles. As azaleias, por exemplo, costumam enfeitar diversos jardins e é possível encontrá-las durante um passeio na rua, no entanto, são uma das plantas que oferecem riscos aos pets. "A azaleia possui uma beleza única, mas é tóxica para os bichos, podendo causar vômitos, diarreia, convulsões, arritmia cardíaca, cegueira e, até mesmo, levá-los ao coma", alerta a florista parceira da Flores Online, Juana Martinez.

Outras plantas que podem causar até a morte do pet são: copo de leite, antúrio, samambaia, lírio e espada de são jorge. “Inclusive, a toxicidade da samambaia pode ser tão potente, que até mesmo as folhas secas e mortas que caem no chão são perigosas”, alerta. Por isso, é extremamente importante estar atento aos mínimos detalhes, principalmente nesta época do ano, em que muitas famílias costumam viajar, levam seus pets junto ou deixam na casa de um terceiro.

No entanto, outras tantas plantas não oferecem esses riscos e são tão belas e perfumadas quanto às demais, como o girassol, a orquídea, a fitônia e as echeverias. "O girassol é encantador por natureza e a fitônia tem um aspecto diferenciado que traz muita beleza. Elas podem ser plantadas em jardins ou vasos. Além disso, as orquídeas, com diferentes cores e formas são lindas para decorar espaços e não costumam atrair tanto a atenção de cães e gatos", afirma Juana. As echeverias são uma espécie de suculenta e além de não serem tóxicas para os animais, são excelentes para serem colocadas em varandas, pequenos espaços ou até mesmo para criar quadros.

Tudo isso não quer dizer que, caso a pessoa tenha uma das plantas tóxicas para os pets, deva se livrar delas - basta trocar elas de local, de modo que não facilite o acesso a elas. “Ainda assim, é preciso ter muito cuidado com a curiosidade dos cães e com as habilidades dos gatos que adoram subir e escalar. Pesquise bastante sobre as espécies, pois é possível ter uma casa bela e decorada com muitas cores e ainda ter a alegria dos animais, sem ter que abrir mão de um ou de outro”, finaliza.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Campanha ajuda profissionais que apresentam cães em exposições

Ampara Animal lança máscaras com estampa de pets para adoção

Humanização dos animais resulta em dietas desequilibradas

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.