Assine

Alguns cuidados são essenciais antes do tutor correr com seu cão

Hidratação, boa alimentação e descanso são aliados na hora dos exercícios

Dizem que o ano começa após o Carnaval. Já que o maior evento do País já acabou, uma das promessas mais comuns para o ano é a de uma vida mais saudável, com a inclusão de uma atividade física na rotina. A corrida veio como uma das modalidades esportivas mais adoradas pelo público e ganhou diversos eventos voltados para esse esporte em todo o Brasil. Entretanto, muitos acabam perdendo o estímulo com o tempo e, por isso, ter um parceiro para se manter motivado pode ser aquele detalhe que faz toda a diferença. E por que não esse parceiro ser o seu cão? 

Assim como a atividade física faz bem à saúde e bem-estar das pessoas, ela também promove muitos benefícios aos animais. A médica-veterinária e coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin Brasil, Priscila Rizelo, dá algumas dicas para incluir o cão em uma rotina de vida mais saudável junto ao tutor.       

Para começar, a profissional frisa que é importante ter certeza de que o cão está saudável e que está apto a iniciar essa jornada em segurança e sem prejuízos para a saúde dele. “Portanto, um check-up no veterinário é o primeiro passo antes de levá-lo às corridas”, salienta. Caso ele esteja acima do peso, é importante moderação, como explica Priscila: “Iniciar as primeiras semanas com uma caminhada, para que ele possa se acostumar, é o recomendado. Adaptar a alimentação e incluir exercícios na rotina do pet ajudam no controle de peso e deixam o animal mais saudável e disposto. Cães obesos têm menor expectativa de vida e maior predisposição a problemas articulares”. 

Mas não basta praticar esses exercícios em qualquer horário do dia. É preciso escolher um local e hora apropriados para a prática. “Geralmente, o início da manhã e o fim da tarde são os mais recomendados. Enquanto o tutor usa tênis e está protegido do calor do asfalto, o cão pode queimar as patas”, discorre. 

Hidratação e alimentação. Em todas as estações do ano, mas principalmente no verão, é importante ingerir bastante água e essa recomendação não é diferente para os cães. O cuidador deve fazer pequenas pausas para que ele possa se hidratar no trajeto. “Uma dica também é apostar na alimentação combinada, ou seja, incluir alimentos úmidos na rotina de alimentação do pet, o que colabora para a hidratação”, orienta Priscila.

É importante conversar com o veterinário de confiança para que ele recomende a nutrição mais adequada para o gasto energético do cão, conforme explicado pela profissional. “Assim como nós buscamos um nutricionista para equilibrar a dieta, o veterinário precisa saber quantas vezes na semana o cão irá correr, por quanto tempo, em qual intensidade e adequar a rotina de alimentação às necessidades físicas dele”, alerta. 

Os alimentos super premium são os mais indicados para estes cães atletas e o tutor pode optar por linhas específicas para as características de raça, estilo de vida, porte e necessidades fisiológicas do animal. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.