Assine

Boehringer Ingelheim cresce 4% em vendas líquidas no ano de 2018

Companhia supera o mercado em todos os segmentos de negócios

A Boehringer Ingelheim encerrou 2018 com vendas líquidas de 17,5 bilhões de euros. Ajustado por efeitos cambiais, bem como efeitos pontuais devido à troca de ativos com a Sanofi em 2017, as vendas líquidas cresceram 4% em relação ao ano anterior. Os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento chegaram a 3,2 bilhões de euros, o que representa 18,1% do valor das vendas líquidas anuais e 2,8% a mais do que foi realizado no ano de 2017. 

A empresa concentrou-se em áreas terapêuticas específicas. "Queremos fazer uma contribuição significativa para tratar o câncer de maneira mais eficiente. Além disso, estamos realizando pesquisas sobre doenças fibróticas, metabólicas e imunológicas, entre outras. Nosso pipeline está bem completo”, disse o presidente do Conselho de Diretores Administrativos Hubertus von Baumbach. 

Com quase 1 bilhão de euros (+ 9%), os investimentos em ativos tangíveis foram maiores do que nunca. O lucro operacional novamente alcançou 3,5 bilhões de euros (-0,4%), enquanto o lucro do grupo após impostos aumentou para 2,1 bilhões de euros. “Em 2018, o retorno sobre as vendas líquidas aumentou de 19,3 para 19,8%, enquanto nosso índice de patrimônio subiu de quase 38% para 40%. Assim, somos, também, uma empresa muito saudável do ponto de vista financeiro”, analisa o membro do Conselho de Diretores Administrativos responsável pela área de Finanças, Michael Schmelmer. O número de colaboradores em todas as regiões do mundo aumentou ligeiramente para um total de 50.370 (+2%). 

Saúde animal - Integração técnica concluída. Em saúde animal, o foco da empresa está em vacinas, medicamentos antiparasitários e outras soluções terapêuticas para gado e animais de estimação. Em 2018, os três medicamentos antiparasitários Nexgard, Frontline e Heartgard, além da vacina Ingelvac Circoflex, foram os produtos mais vendidos. As vendas líquidas de 4 bilhões de euros representaram 23% do total das vendas. 

No segundo ano da transação da unidade de negócios de Saúde Animal, a companhia alcançou um crescimento significativo das vendas líquidas, com uma taxa ajustada à moeda de 5,6%, ao mesmo tempo em que empreendeu esforços de integração. “Nós nos concentramos em oferecer aos nossos clientes tratamentos contínuos. Como resultado, conseguimos um bom crescimento e a integração técnica foi concluída com sucesso”, afirma Hubertus von Baumbach. 

Perspectivas para 2019. Para o ano fiscal corrente, a Boehringer Ingelheim espera um ligeiro crescimento nas vendas líquidas e novas atividades de investimento intensivo. "Só na Europa estamos planejando investimentos de mais de 3 bilhões de euros nos próximos cinco anos", diz von Baumbach. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.