Assine

Caçador ilegal morre após ser pisoteado por elefante na África do Sul

Após ataque, corpo de homem que caçava rinocerontes foi devorado por leões

Um caçador ilegal de rinocerontes morreu pisoteado por um elefante e, em seguida, foi devorado por leões em um parque na África do Sul, segundo os administradores do Parque Nacional Kruger, próximo à fronteira com Moçambique. 

Segundo o comunicado, outros caçadores que estavam com a vítima informaram à família que ele havia sido morto pelo elefante. Os parentes, então, entraram em contato com a administração do parque. Guardas do Kruger começaram as buscas pelo corpo no dia 04 de abril. 

De acordo com o texto divulgado, os restos de um corpo foram descobertos. Indícios encontrados na cena sugeriram que um bando de leões devorou os restos mortais, deixando apenas um crânio humano e um par de calças. 

O chefe do parque, Glenn Phillips, elogiou a equipe de busca e prestou condolências à família do falecido. Os outros quatro caçadores foram detidos e devem comparecer a uma audiência, segundo comunicado do parque, que não forneceu datas. 

A cada ano, milhares de rinocerontes são mortos na África para a retirada de seus chifres, muito apreciados na medicina tradicional, em países como China e Vietnã. 

Fonte: G1, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.