Assine

Cão atropelado próximo à clínica não é de responsabilidade dos veterinários

Afirmação foi feita pelo CRMV-MS após ocorrência de caso no Estado

Após o atropelamento de um cão, que culminou em sua morte, o debate sobre a responsabilidade da clínica veterinária estabelecida próximo ao local do acidente foi levantado. O Conselho Regional de Medicina Veterinária em Mato Grosso do Sul (CRMV/MS) se manifestou sobre o caso salientando que os profissionais não podem ser culpados nestes casos.

A polêmica surgiu após publicação nas redes sociais, quando uma mulher que estava presente na situação acusou a Companhia dos Bichos de deixar o animal morrer sem sequer prestar atendimento de urgência.

A administração da clínica, citada pela autora da postagem, rebateu as afirmações e disse que deve procurar a Justiça para responsabilizar a fonte do que classificou como boatos e inverdades.

cao_chao_1
Animal não possuia coleira de identificação para
que tutor possa ser localizado (Foto: reprodução)

O Conselho explica que é necessário que o causador seja identificado, para ser responsabilizado por maus tratos e omissão de socorro. “Em casos semelhantes o animal deve ser recolhido por qualquer responsável para ser admitido em uma clínica veterinária, com suporte e condições de prestar o atendimento necessário”, explica em nota.

Além disso, a omissão do responsável pelo animal também precisa ser analisada. O Conselho reitera, ainda, a falta de ação de possíveis populares que não recolheram o animal e o levaram a uma das diversas clínicas da região para receber o atendimento necessário.

“Ressaltamos que lamentamos o ocorrido, mas que não há irregularidade aparente na atuação do profissional médico-veterinário, mas sim de quem se omitiu no dever de cautela quando escolhe ter um animal de estimação, bem como de quem atropelou o animal e não prestou atendimento”, pontua em nota o Conselho.

Fonte: CRMV-MS e Top Mídia News, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.