Assine

Ceva finaliza campanha contra Leishmaniose Visceral Canina

Fim da ação é marcado com encontros de cães em São Paulo, Belo Horizonte e Campinas

A Ceva Saúde Animal finalizará a Campanha de Prevenção à Leishmaniose Visceral Canina ou calazar, com a participação em encontros de cães em três cidades: São Paulo, Belo Horizonte e Campinas, para levar mais informações sobre a doença e diversão para os tutores. 

Lançada em maio, a ação envolveu a participação de influencers digitais caninos, médicos-veterinários, ONG Arca Brasil e parceria com a Taciele Alcolea para ressaltar a importância da prevenção aos tutores e veterinários, além do conceito Double Defense da Ceva, com a vacina Leish-Tec e o Vectra 3D. 

Em São Paulo, o encontro de cães será realizado no dia 22 de setembro, no Parque Buenos Aires, das 10h às 14h. No dia 29, em Belo Horizonte, será a vez do Pet Day – Fórmula Natural, na Praça da Assembleia, das 8h às 13h. A campanha será encerrada em Campinas, com o Dog Race, no dia 20 de outubro, das 8h às 13h, no Swiss Park.  

A veterinária e gerente de Produtos da Unidade Pet da Ceva, Priscila Brabec, explica que a campanha foi muito positiva e cumpriu o objetivo de levar mais informações sobre a doença no País e a importância da prevenção. “Conseguimos informar tutores e clínicos sobre a leishmaniose visceral canina. A ação visou mostrar que prevenção é essencial, já que é uma doença que não tem cura parasitológica”, analisa. 

Como parceira nos três eventos, a Ceva terá um espaço especial com informações sobre a doença, distribuição de materiais e brindes, além de destacar a vacina Leish-Tec, única vacina recombinante do mercado contra a leishmaniose visceral canina, e o Vectra 3D, repelente tópico com uma formulação sinérgica inovadora (Dinotefuran, Permetrina e Piriproxifen), que repele e mata o mosquito transmissor da doença, além de proteger contra pulgas, carrapatos e outros insetos. 

“O conceito Double Defense (dupla defesa) é o uso dos dois produtos (Leish-Tec e Vectra 3D) com o intuito de proteger o cão por dentro e por fora e, assim, evitar a transmissão da doença. Por isso, continuaremos com o trabalho de conscientização sobre a doença, mostrando que a prevenção é sempre o melhor caminho”, conclui Priscila. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.