Assine

CFMV destaca cardiologia veterinária como especialidade

Prova para obtenção do título deve acontecer em novembro de 2021

Em contínua evolução dentro da Medicina Veterinária, a cardiologia se destaca como especialidade. Com a chegada do Dia do Coração, comemorado em 26 de setembro, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) relata os motivos para a ação.

Com uma alta taxa de acometimento de animais por doenças cardiovasculares, cerca de 85% daqueles com mais de 13 anos, tem se tornado frequente animais de companhia serem diagnosticados com dirofilariose (popularmente chamada de verme do coração), insuficiência cardíaca congestiva (especialmente em cães), cardiomiopatia dilatada hipertrófica (principalmente entre os gatos) e até mesmo degeneração da válvula tricúspide, o que se faz necessário um maior aporte.

Neste cenário, como aponta o presidente da Comissão Técnica de Clínicos de Pequenos Animais (CTCPA) do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), Márcio Thomazo Mota, a Medicina humana teve influência direta no tratamento de valvopatias – doenças de válvulas –, alteração de ritmo, aumento de câmara cardíaca e também aumento de pressão em animais.

“A Cardiologia Veterinária trouxe da Medicina humana uma série de exames que fizeram com que este diagnóstico fosse muito mais apurado, como ecocardiograma, ecodopplercardiograma, eletro, tomografia, tomografia de tórax, radiografia, holter, e exame de pressão. A evolução da área está ligada ao aumento da tecnologia. Existem clínicas focadas em cardiologia, além de centros de especialidades nos quais ela é o carro chefe”, afirma o profissional.

Quando questionado sobre o potencial do setor, o presidente da CTCPA do CRMV-SP diz que ainda há muito a desenvolver, mas já caminhamos no destino certo com a especialização. A concessão ao Título de Especialista em Cardiologia Veterinária foi realizada através da Resolução CFMV nº1140, de 2017, habilitada pelo próprio Conselho à Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária (SBCV).

Com o título, o profissional pode realizar atendimento clínico-cardiológico de cães e gatos, além de outras espécies animais, como cavalos e silvestres. Tendo o certificado emitido pela entidade habilitada junto ao CFMV, o profissional deverá requerer o registro do título de especialista junto ao CRMV-SP.

A prova para obtenção do título deve acontecer em novembro de 2021, juntamente com o próximo Congresso Brasileiro de Cardiologia Veterinária.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Saúde Única é um dos pilares da Medicina Veterinária do Coletivo

Contágio emocional: estresse humano afeta animais de companhia

Em encontro on-line, CFMV debate diferentes formas de terapia para animais

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.