Assine

Cientistas fazem “força-tarefa” pra tentar salvar espécie de peixe que anda

Animal, comum no sudeste da Tasmânia, está sob ameaça de extinção

O peixe-mão manchado, também conhecido como peixe que anda, está cada vez mais raro. O animal antes podia ser visto em todo sudeste da Tasmânia (Austrália), mas atualmente, segundo os pesquisadores, tem sido encontrado apenas em uma pequena área da ilha.

Para que a espécie não desapareça por completo, trabalhos estão sendo realizados para a sua preservação. Entre eles, a reprodução em cativeiro. "Fomos a nove locais diferentes, pegamos alguns adultos de sexos diferentes, trouxemos para o cativeiro e ficamos empolgados quando eles acasalaram e vimos os ovos. Temos agora 70 filhotes em cativeiro", explica o cientista do Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (Csiro), órgão nacional para pesquisa científica na Austrália, Tim Lynch.

De acordo com o pesquisador, a sensação de ver os peixes no fundo do tanque é recompensadora. “Se não conseguimos estabilizar, pelo menos, estamos freando o declínio da espécie em seu habitat natural", pontua.

Fonte: BBC News Brasil, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.