Assine

Coelhos devem viver com pares compatíveis para alcançar o bem-estar

Dois pets do mesmo sexo ou do sexo oposto castrados são as combinações ideais

Os coelhos buscam companheiros que tenham o comportamento parecido com o seu, ou seja, outros coelhos “compatíveis” para que ambos alcancem o bem-estar juntos. Quem afirma essa teoria são as entidades britânicas British Veterinary Association (BVA), British Veterinary Zoological Society (BVZS) e British Small Animal Veterinary Association (BSAVA), que se uniram para desenvolver várias recomendações sobre o bem-estar dos coelhos no Reino Unido. 

As associações entendem que “compatível” é juntar dois coelhos do mesmo sexo, de preferência castrados ou de sexo oposto castrado. Além do alojamento em pares, o trio de entidades veterinárias recomenda que as consultas sejam realizadas por veterinários que estejam preparados para cuidar da espécie. 

De acordo com o relatório PDSA Animal Wellbeing (PAW) de 2019, os coelhos são o terceiro mamífero de estimação mais popular do Reino Unido, contudo, as suas necessidades continuam sendo incompreendidas. Uma pesquisa da BVA revelou que 73% dos veterinários identificaram coelhos de estimação cujas necessidades de bem-estar não estavam cumpridas e cerca de 42% eram coelhos solitários, sem par. 

O relatório anual é realizado a pedido desta instituição de solidariedade social britânica (PDSA) que opera, por meio de uma rede de CAMV, que disponibilizam cuidados de saúde aos animais dos mais desfavorecidos. “Quer estejam fora ou dentro, os coelhos são animais altamente sociáveis e se beneficiam de um companheiro adequado”, refere a presidente da BVA, Daniella dos Santos. 

Alojar esses animais em pares revelou vários benefícios para a sua saúde física e mental, pois são pets que, quando livres, vivem em colônias. As pesquisas também mostram que os coelhos procuram ativamente a companhia de outros coelhos em detrimento da comida. “Queremos criar uma melhor consciência dos benefícios para a saúde e bem-estar de manter os coelhos em pares compatíveis e encorajar os colegas e membros a espalhar a palavra que #ItTakesTwo!”, explica Daniella. 

Segundo os órgãos veterinários, é também importante que os médicos-veterinários ajudem no aconselhamento e na educação dos tutores sobre a importância de alojar coelhos de estimação em pares compatíveis. Por sua vez, os vendedores de animais devem alertar os potenciais proprietários que os coelhos não devem ser alojados sozinhos e garantir que vendem os materiais adequados para cumprir as necessidades do animal. 

“Os coelhos são o terceiro animal de estimação mais popular no Reino Unido e, infelizmente, suas necessidades de saúde e bem-estar, muitas vezes, não são satisfeitas. Quanto melhores as condições em que os mantemos, menos problemas de bem-estar e de saúde terão durante suas vidas”, explica o presidente da BVZS, Peter Kettlewell. 

Segundo ele, juntamente com a dieta correta, manter os coelhos em grupos sociais adequados é vital para animais de estimação saudáveis e felizes. “Uma boa comida e uma boa companhia fazem um coelho mais saudável”, complementa. E a presidente da BSAVA, Sue Paterson, também frisa: “Ao apoiar melhorias na saúde e bem-estar dos coelhos, a BSAVA continuará trabalhando em colaboração com outras organizações para alcançar estes objetivos e interesses comuns”. 

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.