Assine

Com cautela, oferta de frutas às dietas felinas é essencial

No entanto, limão, laranja, abacate e uvas devem ser evitadas

A oferta de frutas aos animais de companhia pode causar muitas dúvidas aos tutores, principalmente em como selecioná-las e quais seriam as mais nutritivas. No caso dos gatos, se atentar às cítricas por exemplo, é muito importante.

Embora tais alimentos pareçam a alternativa mais saudável, é extremamente importante lembrar que o organismo dos felinos domésticos não funciona da mesma forma que o do humano, então algo que nos faz bem, pode ser muito prejudicial ao pet.

Como grande parte das frutas possui uma alta concentração de carboidratos e açúcar em sua composição, o que não é muito indicado para os felinos, elas podem ser tóxicas, atrapalhando o processo digestivo do pet e até mesmo alguns danos irreversíveis

Contudo, dentre as frutas que estes animais podem comer, destaca-se a maçã, que possui alto teor de fibras e baixo teor de gordura, indicada justamente para controlar o peso do animal e melhorar o metabolismo. Para oferecê-la, o ideal é que as sementes sejam retiradas.

Outras possibilidades, como a banana, rica em potássio, a melancia e o melão, potentes na hidratação, o morango, fonte de vitamina C e a pêra, rica em fibras e vitamina A e C, também podem ser consumidas pelos gatos.

Para oferecer tais alimentos aos felinos, que a introdução seja feita de forma gradual. “Comece oferecendo apenas uma fruta por vez, sempre em pequenas porções para evitar qualquer reação negativa e também opte por colocar uma pequena quantidade em meio a ração para gatos, para que ele se acostume com o sabor diferente, lembrando-se sempre de retirar as sementes e cortá-la em pedaços pequenos”, explica a médica-veterinária Tatiani Camargo, especialista em felinos do Vet Quality Centro Veterinário 24h.

Agora, do outro lado da história, uvas, frutas cítricas, como limão, laranja e kiwi, Abacate, Caqui e cerejas podem ser altamente prejudiciais aos animais. Ainda segundo a especialista, caso o pet coma alguma dessas frutas sem querer, o ideal é realizar uma consulta em uma clínica veterinária, pois “ainda que não apareçam imediatamente, algumas reações podem surgir após algumas horas”.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

CONFIRA TAMBÉM:

Gatos com gengivoestomastite podem contar com nova terapia

Médico-veterinário brasileiro cria app que detecta dor em gatos 

Cruzamento induzido: qual o preço pago na busca pelo gato perfeito?

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.