Assine

Com encerramento de zoológico, animais podem ser sacrificados

Ação só ocorrerá caso não encontrem outras instalações adequadas

A pandemia tem dificultado e muito a economia global, principalmente no que diz respeito ao turismo. E como consequência deste período, um zoológico localizado em Torquay, cidade às margens do Canal da Mancha, no condado de Devon, no Reino Unido, anunciou o encerramento definitivo das atividades.

O anúncio do fechamento do Living Coasts, nome do local, foi realizado na última segunda-feira (15) pela organização Wild Planet Trust, responsável pela administração. De acordo com os responsáveis, mesmo com a permissão de reabrir, o limite de pessoas que seria permitido no ambiente tornaria inviável a continuidade do trabalho.

Contudo, com o fechamento do local, os animais correm o risco de serem sacrificados caso não haja outras instalações adequadas. A instituição é lar de centenas de animais de diversas espécies, principalmente marinhas, como pinguins, focas e lontras.

A organização ressalta que uma pequena parte dos animais disponíveis poderão ser reinseridos na natureza, mas outros possuem necessidades de instalações especializadas, já que nasceram no local e não seriam capazes de lidar com a vida selvagem.

“A próxima etapa é encontrar lares para os animais. A Living Coasts faz parte de uma rede mundial de zoológicos e aquários e procuraremos casas para os animais […]. Estamos confiantes de que serão encontrados bons locais, mas não sabemos quanto tempo este processo poderá levar”, diz o comunicado disponível no site oficial. “Nossa prioridade é o bem-estar dos animais. No caso improvável de não encontrarmos casas que atendam às suas necessidades, talvez seja necessário tomar a difícil decisão de eutanásia”, finaliza o texto.

O zoológico que se manteve por 20 anos em funcionamento também possui um quadro de 40 funcionários que correm o risco de ficarem desempregados caso não sejam realocados.

Fonte: Metrópoles, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.