Assine

Corticoides podem causar efeitos colaterais intensos em cães

Males do uso prolongado desses medicamentos podem ser irreversíveis

Os corticoides orais, injetáveis ou de uso tópico são utilizados, principalmente, para controlar casos de coceira alérgica. Eles inibem inicialmente os sintomas, mas podem trazer danos irreversíveis, como alerta o gerente Técnico de Animais de Companhia da Zoetis (São Paulo/SP), Alexandre Merlo. 

Segundo o profissional, os corticoides, como o cortisol, são naturalmente fabricados pelo organismo em glândulas que ficam logo acima dos rins, chamadas de adrenais ou suprarrenais. "Uma das principais funções do cortisol é contribuir para que o organismo reduza inflamações, controle o estresse, ajude no funcionamento do sistema imunológico e mantenha os níveis de açúcar no sangue e pressão arterial normalizados", explica. 

corticoides
Por atuarem sobre todo o metabolismo do animal, o aumento de peso é uma das preocupações (Foto: reprodução)

A produção natural dessa substância em quantidades pequenas e sob o controle do organismo dos cães só traz benefícios. Já os corticoides, quando são administrados de forma intencional como em comprimidos, líquidos e pomadas, podem causar uma série de efeitos adversos nos cães, tais como respiração ofegante, aumento da produção de urina, sede e fome excessivas no curto prazo. O uso prolongado pode fazer com que o animal fique mais vulnerável a infecções, predisposto a diabetes melito e com fraqueza e flacidez muscular, além de dificuldade respiratória e atrofia das glândulas adrenais. “Esses são só alguns dos males. O problema dos corticoides na forma de medicamentos é que seus efeitos são muito abrangentes e fogem da regulação normal do organismo”, complementa Merlo. 

Por atuarem sobre todo o metabolismo do animal, o aumento de peso é outra preocupação. “Quando o uso desses medicamentos é extenso, os níveis de glicose no sangue aumentam, predispondo a diabetes, por exemplo. Também pode haver retenção de líquidos e alteração da distribuição da gordura no organismo. Isso, somado ao aumento do apetite, leva ao aumento de peso”, afirma. 

No mercado nacional, até o começo de 2016, o tratamento mais comum para casos de prurido alérgico eram os corticoides. Mas, em meados do ano passado, foi lançado o Apoquel, fabricado pela Zoetis. 

Saiba mais informações sobre o Apoquel aqui.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.