Assine

Dia do Cão-Guia reforça sua importância na rotina de deficientes visuais

Projeto Cão Guia de Cegos do DF já capacitou mais de 50 cães em todo o Brasil

No dia 24 de abril é comemorado o Dia Internacional do Cão-Guia. A homenagem é mais do que justa para esses cães que se dedicam à missão de conduzir deficientes visuais. É graças a eles que pessoas cegas ou com baixa visão têm mais qualidade de vida, segurança e autonomia em suas vidas. 

Apesar de terem sua importante atividade regulamentada por lei, os cães-guias ainda são escassos no Brasil e insuficientes para atender a grande demanda. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, Censo 2010), existem mais de 6,5 milhões de pessoas com alguma deficiência visual no País. Não existem estatísticas oficiais de cães-guias, mas estima-se que sejam menos de 200. E basta observar o entorno para verificar que são poucos em ação. 

Para ajudar a diminuir esse “gap”, a PremieRpet, por meio do Instituto PremieRpet, há 15 anos apoia o Projeto Cão-Guia de Cegos do Distrito Federal. O projeto sem fins lucrativos é referência na formação de cães-guias e já formou 54 cães para este fim. Um número que pode parecer pequeno frente à enorme demanda, mas que representa uma grande vitória diante da complexidade de preparar um cão-guia. 

Formação. Geralmente, os cães selecionados para o trabalho de guia são labradores, por uma questão de habilidade e temperamento. Sua formação inclui cerca de um ano e três meses de socialização em casa de família hospedeira (voluntária); depois, mais um ano de treinamento técnico (em parceria com o Corpo de Bombeiros); até, enfim, estarem prontos para o trabalho de guiar deficientes visuais. Uma vez prontos, os cães passam, em média, 10 anos atuando como guias até se aposentarem. 

Durante a fase de treinamento, todos os cães do Projeto Cão-Guia de Cegos do Distrito Federal recebem suporte nutricional especial da PremieRpet. “A alimentação de qualidade é fundamental para esses cães desenvolverem toda o seu potencial. Com o alimento super premium PremieR Raças Específicas – Labrador, eles crescem saudáveis, aptos a uma rotina de treinamento diferenciada, têm pleno desenvolvimento cognitivo e alcançam alto desempenho ao longo da vida. Isso faz toda a diferença para sua atuação como guias. Temos orgulho de nosso compromisso com a formação de cães-guias e sua nobre missão”, declara a diretora de planejamento estratégico e marketing corporativo da PremieRpet, Madalena Spinazzola. 

Além dos cães em atuação, o Projeto tem seis cães em fase final de treinamento, cinco em família hospedeira, quatro em estágio de formação inicial e 15 aposentados. A fila de espera por um cão-guia tem quase 500 inscritos, que passam por uma triagem. É necessário ter mais de 18 anos, atender os critérios do programa e ter condições de oferecer todos os cuidados veterinários. 

É possível contribuir com a formação de cães-guias pelo Projeto por meio de doações e/ou parcerias. Para saber mais acesse este site

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.