Assine

Dia Mundial da Saúde: você sabe como está a saúde do seu pet?

Consultas de rotina ao veterinário são recomendadas duas vezes ao ano

No dia Mundial da Saúde, é preciso relembrar daquela consulta que os tutores cancelam na última hora, ou dos exames atrasados e, assim, correm para colocar a saúde em dia. Mas além dos cuidados pessoais e com a família, esta data pode ser um ótimo lembrete para dar atenção aos cuidados necessários com os pets. 

Por isso, a veterinária da Royal Canin (Descalvado/SP), Larissa Lima, compartilhou algumas dicas para garantir que a saúde do gato ou cão esteja sempre em dia. 

Ela menciona que estudos mostram que, aproximadamente, 59% dos cães e 52% dos gatos estão acima do peso no mundo, o que torna a atividade física uma aliada, já que uma das principais causas da obesidade pet está relacionada à falta de exercícios físicos. O excesso de peso nos animais representa um grande fator de risco para outras doenças, principalmente as metabólicas, segundo a profissional. “A prática adequada de atividades físicas diárias ao ar livre contribui para o bem-estar do animal e do tutor. Que tal fazer aquela volta no quarteirão virar rotina?”, sugere.  

Oferecer uma alimentação nutritiva e de alta qualidade contribuirá para a saúde e o bem-estar do pet. “Mas tão importante quanto é oferecê-la na quantidade certa.  Uma pesquisa realizada apontou que 87% dos tutores de animais de estimação oferecem a quantidade de alimento que eles acham que o animal precisa em cada refeição, além disso, mais da metade dos proprietários cedem aos apelos dos pets, oferecendo mais alimento quando eles ‘pedem’. É preciso conferir a recomendação das porções exibida nas embalagens dos alimentos para pets e seguir a orientação do veterinário”, recomenda. 

Também é importante, segundo a veterinária, visita periódica ao veterinário: “Não é porque a saúde do animal aparenta estar bem podemos deixar de consultar um profissional. As consultas de rotina são recomendadas duas vezes ao ano. Isso porque muitos problemas de saúde só se manifestam quando estão em estágio mais avançado, como a doença renal crônica por exemplo. Por isso, prevenir uma doença pode ser a melhor opção para manter o pet saudável”, reforça. 

A carteira de vacinação do animal também deve estar em dia, pois, de acordo com Larissa, as vacinas auxiliam na proteção contra doenças graves e ainda colaboram para a saúde e bem-estar dos pets em todas as fases de vida. 

Outros cuidados com a pele e pelos, para evitar problemas dermatológicos e com a saúde bucal devem ser tomados. “Algumas doenças na boca podem ser fonte de inflamação e infecção no organismo todo, além de causarem dor e desconforto”, menciona. 

Brincadeiras que oferecem bem-estar aos pets também são bem-vindas, levando em consideração que o estilo de vida saudável e alegre dos animais depende muito do tutor. “Todos devemos dedicar um momento do dia para brincar, interagir e curtir com eles. Já é comprovado: isso contribui para a saúde de ambos. Divirtam-se”, aconselha. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.