Assine

Dirofilariose deixou de ser um problema apenas a algumas regiões do Brasil

Cuidado e prevenção contra a doença é essencial para a saúde dos cães

Em 2002, foi publicada uma dissertação de mestrado demonstrando o quanto a dirofilariose estava sendo eficazmente controlada pela ação preventiva dos médicos-veterinários. Naquela época, jamais poderia imaginar que, mais de 15 anos depois, o popular “verme do coração” voltaria a nos assombrar como voltou agora. O número de cães infectados está crescendo muito e temos que voltar a falar e nos preocupar com um parasita de que tínhamos quase nos esquecidos. 

A Dirofilariose Canina é uma doença causada pelo parasita Dirofilaria immitis, um nematoide que, quando adulto, mede entre 15 e 30 cm de comprimento e habita, prioritariamente, as artérias pulmonares e o ventrículo direito do hospedeiro definitivo. Considerada uma zoonose pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1979, a dirofilariose já foi descrita em mais de 30 espécies animais. 

O ciclo de vida da D. immitis inclui uma passagem obrigatória por seus hospedeiros intermediários, os mosquitos de algumas espécies dos gêneros Culex, Aedes e Anopheles. Fêmeas hematófagas parasitadas, ao se alimentarem em um hospedeiro definitivo, depositam sobre a derme larvas infectantes (L3) que penetram ativamente no tecido subcutâneo e migram por aproximadamente 6 meses pelos tecidos até se tornarem vermes adultos. 

Leia o artigo completo na edição de janeiro da C&G VF. Clique aqui

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.