Assine

Especialista defende a importância do auxílio nos casos de diabetes felina

Relação entre médico-veterinário e tutor precisa ser mais clara e efetiva

Lidar com o diabetes em sua descoberta é uma tarefa cansativa e até mesmo desgastante, já que é de extrema necessidade fazer concessões e mudanças de hábitos. Quando os pets são acometidos a ela, a situação fica ainda mais difícil, e a comunicação entre o médico-veterinário e o tutor precisa ser cada vez mais clara. 

Com isso, a Médica-veterinária com especialização em Endocrinologia, da EndocrinoCare, Paula Nassar de Marchi, defende que a primeira consulta é a mais importante, onde o especialista indicará tudo aquilo que irá proporcionar uma melhor qualidade de vida ao animal.

Questões como, as diárias aplicações de insulina e a mudança na alimentação dos felinos são as mais difíceis para os tutores. "Inicialmente, isso gera muita insegurança e preocupação, e aí a grande importância do médico-veterinário para orientar e esclarecer os tutores quanto a isso, assim como na alimentação, que o tutor percebe que precisa controlar a administração de "mimos" que antes o pet podia usufruir sem problemas, além do mais, o animal diabético tende a sentir mais fome e pedir mais alimentos "extras" que o animal saudável, o que deixa o tutor bastante frustrado" ressalva Paula Nassar, sobre situações de extremo auxílio do especialista. 

“Sendo assim, para que o tutor se adapte e entenda mais facilmente como garantir a qualidade de vida do seu animal, é essencial o acompanhamento e auxílio de um médico-veterinário especializado na área de endocrinologia, seja na fase inicial do diagnóstico, quanto ao longo de toda a vida desse pet”, finaliza.

Leia a entrevista completa na edição de agosto.Clique aqui. 

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.  

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.