Assine

Estudo sueco afirma que 72,5% da comida crua para animais possui bactérias

Foram analisadas 51 marcas diferentes de alimentos específicos para a dieta

O ato de oferecer dietas cruas ao pets tem se tornando um tendência, no entanto, um estudo realizado pelo Instituto de Segurança Alimentar da Universidade de Zurique, na Suíça, após analisar 51 marcas de alimentos desse tipo para animais de companhia, descobriu que cerca de 72,5% deles possuem bactérias acima dos níveis legais permitidos pela União Europeia e  63%  detém bactérias resistentes a antimicrobianos.

De acordo com a pesquisa, em cerca de 4% dos casos a presença de Salmonella, um patogénico transmissível e uma das fontes mais comuns de intoxicação alimentar, tanto em humanos como em animais, foi confirmada.

De acordo com a bióloga da Universidade de Zurique e uma das autoras do estudo, Magdalena Nüesch-Inderbinen, os tutores acreditam que os seus animais se beneficiam deste tipo de dieta, porém os resultados do estudo sugerem que as mesmas apresentam muito mais riscos do que se pensava.

A investigadora pede que os cuidadores tenham cuidados especiais na manipulação dos alimentos, lavar a mão antes e depois do contato com o alimento é essencial. 

Fonte: Veterinária Atual., adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.