Assine

Expectativa de cães de pequeno porte supera a de raças maiores

Pesquisadores ainda tentam descobrir fator que provoca essa diferença

No mundo animal, quase sempre, os que possuem maior porte acabam tendo uma expectativa de vida elevada, como as baleias e os elefantes. Entretanto, um estudo recente mostrou que isso não ocorre entre os cães. Os cientistas concluíram por meio do estudo que a cada 4,4 quilos de massa corporal o animal pode ter um mês de vida a menos.

A pesquisa vai contra o princípio, até então, aceito no meio acadêmico de que os animais maiores têm metabolismos mais lentos e, por isso, acumulam menos radicais livres fator eleva sua expectativa de vida, já que os tecidos demoram mais para se danificar.  

cachorro-grande
Cientistas planejam realizar estudos futuros
para explicar  melhor a ligação entre crescimento
e mortalidade (Foto: reprodução)

No caso dos cachorros o tempo de vida e o tamanho do corpo são inversamente correlacionados, já que os cachorros maiores aparentemente envelhecem a taxas mais rápidas, o que faz com que o risco de morte aumente consideravelmente em relação às raças menores.

Para analisar o que provoca essa diferença, os pesquisadores precisarão acompanhar o crescimento de um grande número de cães. Um dos apontamentos feitos pelos cientistas é que os cachorros maiores sofrem de câncer com mais frequência, o que pode fazer muito sentido, se for pensado que o câncer está enraizado no crescimento celular anormal.

Fonte: TriCurioso, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.