Assine

Falta de insumos prejudica rotina de hospital público veterinário no ES

Alguns pacientes estão sendo encaminhados para clínicas privadas

A única instituição pública voltada ao atendimento médico veterinário do Espírito Santo passa por dificuldades devido à falta de insumos. O Hospital Veterinário (Hovet) da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes/Campus Alegre) atende pacientes clínico e cirúrgico, além da realização de exames laboratoriais e exames complementares de imagem, como raio-x, ultrassom e eletrocardiograma em animais de grande e pequeno porte.

A falta de recursos tem levado ao encaminhamento de alguns animais para outros profissionais de clínicas veterinárias privadas. “Toda a receita arrecadada é revertida em material de custeio para a manutenção das atividades. Há, ainda, recursos oriundos do Ministério da Educação, que auxilia na aquisição dos insumos necessários”, diz a gerente do hospital veterinário, a médica-veterinária Louisiane de Carvalho Nunes.

Entre os profissionais que prestam atendimento no hospital, estão os alunos da Ufes, supervisionados.  No local, também são desenvolvidas atividades de ensino, pesquisa e extensão, além de ser o principal laboratório de formação profissional do curso de medicina veterinária e de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da universidade.

O Hovet, segundo Lousiane, funciona como uma escola e que os procedimentos vão de consultas clínicas a procedimentos cirúrgicos. “É fundamental para a formação profissional dos alunos do curso de medicina veterinária. São realizadas, em média, cerca de 200 consultas mensais e realizadas entre 25 e 36 cirurgias por mês. As cirurgias eletivas mais comuns são castrações e cesarianas. Também são realizadas cirurgias de urgência ou emergência como correção de fraturas, traumatismos por atropelamentos e outros acidentes, além das cirurgias oncológicas, oftálmicas, de coluna”, explica.

Ainda de acordo com a gerente, em alguns casos, o atendimento funciona por agendamento prévio. “O atendimento funciona por agendamento prévio das consultas, principalmente atendimento em propriedades rurais. Os casos emergenciais são atendidos na hora, de acordo com disponibilidade de atendimento. Durante os exames, são coletados materiais para os exames complementares necessários”, descreve.

Fonte: Aqui Notícias, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.