Assine

Gatos requerem atenção redobrada durante os dias de inverno

Estação fria exige atenção especial, principalmente os filhotes e idosos

O estilo de vida dos gatos domésticos é de fácil entendimento e são perceptíveis às suas necessidades, se os tutores sabem as suas expectativas do ambiente e da alimentação. Por exemplo, com a entrada do inverno, o comportamento dos felinos muda: eles ficam encolhidos e buscam se aconchegar próximo aos cantos mais quentes da casa, o que inclui o colo do seu tutor, já que podem ter a imunidade mais baixa. 

O médico-veterinário da Max Cat e gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado, lista alguns cuidados importantes nessa estação mais fria. Entre eles, estão a alimentação e vacinação. “Uma alimentação de qualidade é fundamental nesse período mais frio do ano, já que, aliada à vacinação, mantém a imunidade do gato, protegendo-o de doenças da época, como resfriados. Se o gato tem uma dieta de qualidade, não há necessidade de suplementação com vitaminas a mais do que existem na alimentação diária, apenas em casos de alguma afecção instalada”, declara. 

As vacinas que o felino deve tomar necessitam ser alinhadas junto com o veterinário, com base na idade e no estilo de vida do gato, se vive dentro do ambiente ou não e se possui contato com outros animais. “As principais vacinas indicadas nesse período são contra calicivírus, herpervírus e parvovírus, que são agentes causadores da gripe felina e no caso do parvovírus, a panleucopenia”, lista. 

Higiene deve ser outro cuidado fundamental no inverno, já que há maior proliferação de fungos. “Por isso, o tutor deve lembrar de limpar os comedouros e bebedouros dos gatos com água quente e enxugando bem, além disso aspirar tapetes e mobílias é de grande importância para não deixar aumentar as bactérias do ambiente. Nessa época de temperaturas mais baixas o banho também pode ser poupado para os felinos e pode ser substituído por uma boa escovação, para manter os pelos bonitos e sem resquícios de sujeiras”, orienta. 

Outro ponto importante, segundo Machado, é oferecer água aos animais, mesmo no frio, sendo em bebedouros e fontes automáticas distribuídas pela casa. “Se o felino não costuma beber em temperatura muito fria e o tutor observar que a ingestão diminuiu, é aconselhável oferecer em temperatura ambiente. Outra forma de incentivar a ingestão é oferecer alimento úmido, assim como Max Cat Patê, que possui 80% de água no produto. Assim, o gato pode ter uma alimentação de qualidade, por ser um alimento 100% completo e ainda ingere a água que tanto necessita para a saúde”, indica. 

Machado comenta que gatos filhotes e idosos são mais frágeis quando a temperatura abaixa. “Isso porque a camada de gordura subcutânea é menor e os mecanismos fisiológicos do controle de temperatura são menos eficazes. No inverno, é importante deixá-los com acesso a ambientes internos, oferecendo cobertores para protegê-los das temperaturas baixas e ventos gelados”, finaliza. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.