Assine

Golpe utiliza nome do Ministério da Saúde para atingir veterinários

CRMV-SP alerta sobre como os profissionais podem se proteger nesses casos

Se você, médico-veterinário, ainda não viu o alerta que o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) fez sobre golpes e riscos de exposição de dados, dá uma olhada: os profissionais que efetuaram cadastro no programa “Brasil Conta Comigo - Profissionais de Saúde”, ação de enfrentamento ao Coronavírus do Ministério da Saúde (MS), podem estar expostos.

O Regional recebeu relato de uma médica-veterinária registrada em São Paulo, narrando que houve contato por telefone, em nome do MS, informando que haveria uma cerimônia de entrega de certificados do curso realizado on-line após o cadastramento.

Na ligação, foram ditos corretamente nome completo e os números de CPF e de registro no CRMV-SP, com pedido de confirmação dos dados. Posteriormente, foi enviado um SMS com um código, sob a orientação de que a numeração fosse informada para a pessoa que utilizava o nome do MS, durante a ligação. No entanto, a médica-veterinária observou que se tratava de um código para que a conta de WhatsApp da profissional fosse instalada em outro telefone celular.

O CRMV-SP orientou a profissional a registrar um Boletim de Ocorrência junto à polícia. O Regional também levou o relato ao conhecimento do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), que informou o MS sobre o ocorrido. De acordo com o Ministério, até o momento, não houve contato com médicos-veterinários inscritos na ação estratégica “Brasil Conta Comigo - Profissionais de Saúde”.

O que é real. O ministério efetua, realmente, dois tipos de chamadas telefônicas neste momento de pandemia da Covid-19, causada pelo novo coronavírus: uma delas, para a população em geral, é uma ligação automática com perguntas sobre possíveis sintomas da doença; a outra, direcionada a inscritos na ação para profissionais de saúde, é feita aos que efetivamente serão convocados para o enfrentamento da doença. Essas chamadas são reais, porém, vêm sendo utilizadas como base para um golpe que, possivelmente, clona o WhatsApp do destinatário da ligação.

Como se proteger? Para ter certeza de que é o ministério que está ligando e não se trata de um trote ou golpe, confira se o número que aparece na tela do seu celular é 136 ou 0136. Qualquer outro número utilizando o nome do Ministério da Saúde é suspeito. E jamais repasse um código recebido por mensagem SMS para o número de WhatsApp de outra pessoa. Caso receba uma chamada solicitando esse tipo de envio, desligue imediatamente e registre um boletim de ocorrência.

Fonte: CRMV-SP, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.