Assine

Hidratação é um dos cuidados fundamentais com os pets nos blocos

Excesso de calor e música alta também exigem atenção

Foi-se o tempo que a folia era dedicada somente aos humanos. Hoje, é comum encontrar blocos dedicados aos pets entre as comemorações de carnaval. Muitos tutores aderem ao evento e levam seus cães para aproveitar a folia, mas é fundamental estar atento aos cuidados com animais nestas ocasiões.

A médica-veterinária, Fernanda Cioffetti Marques, ressalta os principais pontos para se atentar nestes eventos. A ênfase fica na hidratação, sendo essencial levar água fresca para o animal. As raças braquicéfálicos, de focinho curto, de todas as idades, desidratam mais rapidamente e por isso requerem atenção redobrada.

As altas temperaturas comuns nesta época do ano também são outro ponto destacado pela profissional. Muitas das festas e bloquinhos acontecem nas ruas. O asfalto quente, principalmente das 11h às 14h, pode chegar a mais de 40 °C. Por isso, recomenda-se verificar a temperatura do chão com o dorso da mão para constatar que não esteja desconfortável para as patas do cão, evitando queimaduras.

“Animais com pouca pelagem e pelos mais claros podem sofrer queimaduras na pele mais facilmente, por isso recomendo usar protetor solar também nos animais. Para esses e os cães mais peludos, o ideal é mantê-los em local na sombra”, declara Fernanda.

Ainda pensando no conforto do animal é importante escolher fantasias mais leves. Uma dica da Fernanda é evitar as máscaras, chapéus ou outro adereço de cabeça e de focinho. Para que o pet esteja adaptado vale colocar a fantasia alguns dias antes da festa, em casa ou na rua, para que ele possa se acostumar. Outro item indispensável na fantasia é a coleira de identificação.  O grande volume de pessoas nestes eventos pode aumentar as chances do cão se perder.

carnaval_cao
Demostração de cansaço também deve ser motivo
de atenção por parte dos tutores (Foto: reprodução)

As características do animal também devem ser respeitas. Em relação a audição, por exemplo, o homem detecta sons a frequências de 16 a 20 mil hertz, já o cão consegue detectar sons de 10 a 40 mil hertz. Por isso, é necessário evitar que o animal fique exposto a sons altos.

A médica-veterinária também cita alguns suplementos da marca Vetnil, como uma opção para repor e manter a hidratação dos pets:  

  • Eletrolítico Pet

Indicado para o período depois dos gastos energético. O composto age como um reidratante equilibrado para reposição oral de eletrólitos perdidos. Pode ser ingerido via oral e é encontrada em caixas display contendo 10 sachês de 10g.

  • Probiótico Vetnil Cães

O uso do probiótico é recomendado para o equilíbrio da flora intestinal. Composto por bactérias benéficas, o composto tem a função de auxiliar a colonização deste tipo de bactéria, melhorando também a absorção de nutrientes e auxiliando na síntese de vitaminas e proteínas. 

  • Shampoo Pelo & Derme

Outra indicação após esta exposição dos pets, é o banho, já que o animal pode voltar com a pelugem com bactérias indesejadas, por exemplo. O shampoo da linha reúne em sua formulação elementos naturais, como a melaleuca, agente hipoalergênico natural que garante refrescância à pele; Aloe Vera, que hidrata e suaviza por suas características umectantes; e a Arginina, que age diretamente no bulbo capilar, favorecendo a saúde, resistência e brilho. Encontrado em frascos de 320ml.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe Câes&Gatos.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.