Assine

Neoplasias mamárias em pets recebem novo consenso terapêutico

Classificação, idade ideal para castração, entre outros tópicos foram debates

Se você acha que os estudiosos da Oncologia Veterinária se reúnem apenas em outubro para debater o câncer mamário, está enganado! Prova disso é o que ocorreu em abril deste ano: profissionais participaram do IV Encontro de Patologia Mamária, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Durante o evento, veterinários estabeleceram novas diretrizes sobre o tema. 

Sobre a organização do professor titular do Departamento de Patologia Geral, da Universidade Federal de Minas Gerais (ICB/UFMG), e coordenador do Laboratório de Patologia Comparada, Geovanni Dantas Cassali, foram discutidos, principalmente, o painel imuno-histoquímico e a idade a ser realizada a castração a serem recomendados, com base nas publicações e a experiência dos profissionais brasileiros que trabalham na área de oncologia. “Assim, como painel imuno-histoquímico para as neoplasias mamarias malignas sugere-se os marcadores: Receptor de Estrogeno, Receptor de Progesterona, Ki-67 e Cox-2. Com relação da idade, a castração foi sugerida entre o primeiro e o segundo cio”. 

Além da padronização da classificação histopatológica do câncer de mama, foram apontadas as diretrizes em relação à extensão da mastectomia e os critérios clínicos e histopatológicos e imuno-histoquímicos utilizados na determinação de quais pacientes se beneficiarão da quimioterapia antineoplásica. Segundo o veterinário e professor de Oncologia do Instituto Qualittas de Pós-Graduação, Paulo Cesar Jark, as neoplasias mamárias malignas em cadelas apresentam prognóstico extremamente variável, sendo o potencial de metástase o grande determinante na seleção de candidatas à quimioterapia. 

Quando deve-se castrar? A idade para se castrar cadelas e gatas é sempre sinônimo de dúvida entre os tutores que buscam os médicos-veterinários. Como comentado por Geovanni Dantas Cassali, o período sugerido para a realização foi entre o primeiro e o terceiro cios. Sobre isso, Paulo Cesar Jark recorda que, por muitos anos, a castração antes do primeiro cio era preconizada para a prevenção de neoplasias mamárias em cadelas e gatas e essa abordagem realmente diminui a incidência de tumores de mama, prova disso é a baixa incidência da doença nos EUA, em que a castração é realizada precocemente. 

Leia aqui a reportagem completa na edição de outubro. 

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.