Assine

Nutrição tem forte influência no manejo de doenças gastrointestinais

Determinados nutrientes devem ser avaliados antes de ofertados aos pets

Doenças do intestino delgado são encontradas frequentemente na prática veterinária, tanto distúrbios crônicos quanto agudos, com manifestações clínicas que incluem diarreia, perda de peso, baixa condição corporal, vômito, borborigmos e flatulência. Muitos veterinários se perguntam o que devem prescrever para alimentar pacientes com distúrbios gastrointestinais, uma vez que diversas doenças são passíveis de manejo alimentar específico. 

Sabendo que a presença de certos nutrientes pode afetar positivamente a saúde intestinal, é preciso adentrar em pontos dietéticos relevantes que auxiliam no manejo das enfermidades intestinais. A água está entre a lista de nutrientes que devem ser avaliados no alimento, sendo o mais importante deles para pacientes com diarreia e vômito devido à perda excessiva de fluidos. 

Outro ponto é o seguinte: perda de secreções gástricas ou intestinais podem resultar em anormalidades sistêmicas, principalmente em relação as concentrações de sódio, cloro e potássio. Daí a importância de avaliar a ingestão de eletrólitos, já que as desordens eletrolíticas devem ser corrigidas de modo apropriado via parenteral. 

Além dos mencionados, o veterinário responsável por estipular a dieta do animal, juntamente ao tutor, deve estar atendo à quantidade de gordura e densidade energética, fibra e digestibilidade. Leia o artigo completo na edição de outubro da C&G VF. Clique aqui

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.