Assine

Pesquisa mostra que pets podem ser transmissores de novos tipos de gripe

OMS teme que mutações do vírus possam provocar pandemias no futuro

Um estudo realizado na Universidade da Coreia aponta que os animais de companhia podem transmitir novas estirpes de gripe humana. A pesquisa sugere que o monitoramento de pets deve ser reforçado.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as mutações de vírus da gripe em animais podem criar pandemias no futuro. O órgão defende que levará em conta os animais na definição da sua Estratégia Global contra a Gripe 2019-2030.

cao_gripe
OMS reforça a importância da definição de
estratégias com foco One Health (Foto: reprodução)

Os pesquisadores salientam que, até então, os cães não eram considerados hospedeiros . Entretanto, depois do primeiro relatório de transmissão interespecífica, o grupo recomenda que a vigilância dos vírus de gripe de animais de companhia deve ser fortalecida.

Os autores do estudo lembram ainda que na década de 2000 se registaram vários casos de vírus que conseguiram “saltar a barreira do hóspede”, como é o caso da gripe aviária H3N2 que passou para os cães e se converteu na patologia hoje conhecida como gripe canina.

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.