Assine

Por condições de trabalho, Suécia enfrenta falta de veterinários

Segundo relatório da Associação Veterinária Sueca, grande parte dos profissionais opta por abandonar a profissão

Imagina-se que os médicos-veterinários sejam profissionais valorizados em diferentes regiões do mundo. No entanto, segundo recente relato da Associação Veterinária Sueca, o país enfrenta a falta de profissionais e o principal motivo é a precariedade da função exercida.  

Em pronunciamento, a Associação informou, em formato de denúncia, que existem indicações claras nos inquéritos realizados, tanto na Suécia como no âmbito europeu, que mostram que uma grande parte dos veterinários opta por abandonar a profissão. Além disso, ela pontua que a solução não é formar mais profissionais, mas resolver a situação.

De acordo com os médicos-veterinários ouvidos pelo portal Animal’s Health, os salários são geralmente baixos “apesar de o ensino veterinário ser longo e exigente”. O que se aproxima do cenário espanhol, onde os profissionais do setor chegam a receber menos que médicos e enfermeiros.

Com isso, o profissionais suecos salientam que exigir simplesmente mais postos de trabalho não é a solução, a menos que sejam oferecidas melhores condições de trabalho. “Muitos dos estudantes de hoje hesitam em optar por uma carreira em cuidados veterinários devido as más experiências durante o seu estágio”, explicaram alguns profissionais ao portal Animal’s Health.

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD. 

LEIA TAMBÉM:

Mudança na dinâmica dos gatos pode causar dermatite psicogênica 

Alimentação saudável de pets deve ser regra até na quarentena 

Comac analisa principais causas dos atendientos clínicos veterinários 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.