Assine

Profissionais debatem tendências da alimentação de cães e gatos

Confira as perspectivas sobre alimentação natural para o bem-estar dos pets

A aproximação de pets e seres humanos nas últimas décadas tem refletido diretamente na maneira como cuidamos e alimentamos nossos cães e gatos. O mercado de alimentos para animais de estimação costuma seguir tendências da própria indústria de alimentação humana na qual, nos últimos anos, percebeu-se crescente procura por promoção de saúde, bem-estar e qualidade de vida, por meio de uma alimentação equilibrada e isso também se refletiu na procura por alimentos percebidos como mais saudáveis para nossos animais.

Nesse contexto, a alimentação dita “natural” vem ganhando adeptos. Por falta de legislação própria, apresentamos a definição de “alimento natural” da Federação Europeia das Indústrias de Alimentos para Animais de Estimação (FEDIAF - 2018), que considera “natural” toda substâncias derivada de vegetais, animais, microrganismos ou minerais, submetidas ou não a processamentos desde que não envolvam ou sejam adicionadas de substâncias químicas, sintéticas ou geneticamente modificadas.

A vista dessa definição, tanto alimentos convencionais (rações) como não convencionais (alimentos produzidos com a ingredientes costumeiros da alimentação humana, seja em escala doméstica ou comercial) podem ser produzidos de forma a ser natural.

Leia o artigo completo aqui, gratuitamente, em nossa revista on-line.

Conheça as referências bibliográficas do artigo que pode ser lido na íntegra na edição 253, de setembro de 2020:

CARCIOFI, A.C.; TAKAKURA, F.S.; DE‐OLIVEIRA, L.D.; TESHIMA, E.; JEREMIAS, J.T.; BRUNETTO, M.A.; PRADA, F. Effects of six carbohydrate sources on dog diet digestibility and post‐prandial glucose and insulin response. Journal of Animal Physiology and Animal Nutrition, 92: 326-336, 2008. 10.1111/j.1439-0396.2007.00794.x

DE-OLIVEIRA, L.D.; CARCIOFI, A.C.; OLIVEIRA, M.C.C.; VASCONCELLOS, R.S.; BAZOLLI, R.S.; PEREIRA, G.T.; PRADA, F. Effects of six carbohydrate sources on diet digestibility and postprandial glucose and insulin responses in cats. Journal of Animal Science, 86(9):2237-2246, 2008. 10.2527/jas.2007-0354

FDA, 2019 - FDA Provides Update on Investigation into Potential Connection Between Certain Diets and Cases of Canine Heart Disease. Disponível em https://www.fda.gov/animal-veterinary/cvm-updates/fda-provides-update-investigation-potential-connection-between-certain-diets-and-cases-canine-heart [acessado em julho 2020].

FEDIAF. Code of Good Labelling Practice for Pet Food. Brussels: Fédération Européenne de l’Industrie des Aliments pour Animaux Familiers, 2018, 78p.

FEDIAF. FEDIAF Scientific Advisory Board Carbohydrate Expert Review. Brussels: Fédération Européenne de l’Industrie des Aliments pour Animaux Familiers, 2019, 12p.

MARTINELLI, L.; KARBARZ, M.; SIIPI, H. Science, safety, and trust: the case of transgenic food. Croatian Medical Journal, 54(1):91-96, 2013. 10.3325/cmj.2013.54.91

MCCAULEY, S.R.; CLARK, S.D.; QUEST, B.W.; STREETER, R.M.; OXFORD, E.M. Review of canine dilated cardiomyopathy in the wake of diet-associated concerns. Journal of Animal Science, 98(6), skaa155, 2020. 10.1093/jas/skaa155

PEDRINELLI, V.; GOMES, M. O. S.; CARCIOFI, A. C. Analysis of recipes of home-prepared diets for dogs and cats published in Portuguese. Journal of Nutritional Science, 6, e33:1–5, 2017. 10.1017/jns.2017.31

WSAVA – FREEMAN, L.; BECVAROVA, I.; CAVE, N.; MACKAY, C.; NGUYEN, P.; RAMA, B.; TAKASHIMA, G.; TIFFIN, R.; TSJIMOTO, H.; VAN BEUKELEN, P. WSAVA Nutritional Assessment Guidelines. Journal of Small Animal Practice, 52(7):385-96,2011. 10.1111/j.1748-5827.2011.01079.x

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.