Assine

Qualidade da saúde bucal dos cães evita doença periodontal

Doença é causada por proliferação de bactérias e acúmulo de alimentos

Com a chegada do dia 25 de outubro, dedicado a conscientização sobre a saúde bucal, tópicos como higiene oral, escovação dos dentes e produtos funcionais mastigáveis devem ser debatidos, já que são essenciais no controle da doença periodontal em cães.

A doença, causada pela proliferação de bactérias e acúmulo de alimentos na boca do animal, quase não apresenta sinais no início ou, quando apresenta, são sutis, o que a torna ainda mais perigosa. Atingindo 80% dos cães com mais de 3 anos de idade, a mesma pode gerar complicações sérias, como perda de dentes e migração de bactérias para a corrente sanguínea, alcançando rins, fígado e coração.

Os sintomas que podem indicar que o cão esteja sofrendo da doença, são: halitose, cálculo dental (tártaro), dentes mal posicionados, salivação excessiva, dificuldade de mastigar o alimento e sangramento gengival. No entanto, de acordo com informações disponibilizadas pela Mars Petcare, o maior agravante vem da falta de cuidado do tutor, já que cerca de 90% deles acreditam que os dentes e as gengivas do animal estão saudáveis, porém, 4 em cada 5 cães com mais de 3 anos de idade sofrem de algum problema relacionado ao tema.

 Segundo um estudo realizado pelo Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal Waltham, da Mars Petcare, cães pequenos e idosos são mais suscetíveis a doença. Os animais menores, por possuírem dentes proporcionalmente grandes ao tamanho e espaço da boca, têm predisposição ao acúmulo de placa bacteriana, favorecendo a formação de tártaro e mau hálito.

Os cuidados com a saúde bucal devem começar cedo, incluindo escovação regular, complementada com produtos funcionais mastigáveis específicos para a saúde oral e visitas frequentes ao médico-veterinário, que proporcionará uma melhor qualidade de vida ao pet.

De acordo com a médica-veterinária especializada em saúde oral do hospital veterinário Pet Care, Dra. Fernanda M. Lopes Kubitza, a escovação diária dos dentes do cão é necessária a partir dos 6 meses de idade, indicando que o hábito comece cedo, já nos primeiros meses de vida. A especialista também indaga que a ação seja feita associada a um estímulo positivo, como uma brincadeira, um passeio ou um carinho.

Atualmente, pensando nesta necessidade, a Mars possui no portfólio de Pedigree, o produto Dentastix, que auxilia no combate à formação do tártaro.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.