Assine

Quando administrar as primeiras vacinas nos filhotes de pets?

Veterinária comenta o que é e como fazer a primovacinação em cães, gatos e exóticos

Você já ouviu falar em primovacinação para animais de companhia? Trata-se de uma série de vacinas administradas com um curto intervalo no pet. Segundo os mais recentes documentos da Associação Mundial de Veterinários de Animais de Companhia (WSAVA), salvo exceções, o período de primovacinação deverá ter início entre as seis e as nove semanas de idade e manter-se até às 16 semanas, consistindo este plano na administração das vacinas essenciais a cada 3-4 semanas.

Segundo a médica-veterinária do Hospital Veterinário do Restelo (Portugal), Juana Tracana, para o gato, as vacinas essenciais são contra a rinotraqueíte (herpesvírus felino 1), a panleucopenia (parvovírus felino) e calicivírus felino. Para o cão, as vacinas essenciais são contra a esgana (CDV), hepatite infeciosa canina (adenovírus CAV 1 E 2), parvovirose (parvovírus canino/CPV), parainfluenza canina, leptospiroses e a raiva.

O cumprimento de planos vacinais em outros animais de companhia, como furões, coelhos, porcos vietnamitas, cabras-anãs e aves também é aconselhado. No caso dos furões, a vacina da raiva é obrigatória e deverá ser reforçada anualmente ou de três em três anos, dependendo da opção comercial da vacina. Como essenciais, dispomos da vacina contra a parvovirose e contra a esgana. O protocolo de primovacinação será semelhante ao dos cães e gatos, com administrações na oitava, décima primeira e décima quarta semanas, sendo os reforços anuais.

Os coelhos devem ser vacinados contra a doença hemorrágica viral e a mixomatose. A primovacinação deve ser realizada a partir da quinta semana e o reforço é anual. Os porcos vietnamitas devem ser vacinados a partir das seis semanas contra vários agentes infeciosos que os podem afetar, à semelhança dos suínos de produção, como por exemplo as bordetellas, erypselas, parvovírus, leptospiras e o tétano. A primovacinação consiste na administração de duas doses iniciais, com quatro semanas de intervalo, e reforços anuais.

As cabras-anãs são vacinadas contra clostridium, tétano e pneumonias. O plano vacinal consiste na administração de duas primodoses com um intervalo de quatro semanas, seguidas de reforço anual. A data da primeira vacinação depende do início de vida do animal, podendo variar entre a primeira semana e a sexta semana. Em relação às aves de companhia, existem no mercado algumas vacinas individuais com eficácia variável, ficando, assim, a decisão de vacinação do animal dependente da opinião do veterinário.

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.