Assine

Raças como pug e bulldog podem ser acometidas por mutação genética

Trata-se da Síndrome Braquicefálica, que causa respiração ruidosa

O cão doméstico é a espécie de mamífero terrestre mais morfologicamente diversificado conhecido pelo homem. Os cães de pedigree são selecionados, fortemente para um padrão de estética formal da raça. Portanto, a Síndrome Braquicefálica é uma mutação genética que tem sido selecionada em muitas raças populares de cachorros, como bulldog inglês, bulldog francês e pug. 

Em consequência da criação seletiva intensiva, o tamanho do nariz tem sido reduzido de tal forma que prejudicou gravemente o seu funcionamento, o que atrapalha o órgão termorregulador desses animais. Assim, dentro deste quadro podem se suceder certas anormalidades, tais quais narinas estenóticas (48% das raças braquicefálicas), palato mole alongado (80%), sáculos laríngeos evertidos (48%), colapso laríngeo e em algumas raças, traqueia hipoplásica. 

Assim, a criação de animais e sua posterior seleção por extrema braquicefalia resultou em deformação do trato respiratório superior levando à obstrução, já que os tecidos moles não reduziram proporcionalmente com o comprimento do crânio. Os cães afetados apresentam respiração ruidosa e laboriosa com exercícios intolerância ao calor, muitas vezes acompanhada de distúrbios respiratórios do sono, distúrbios gastrointestinais, como regurgitação e vômitos, e nos piores casos, cianose, colapso e morte. 

Para ler o artigo na íntegra, acesse revistacaesegatos.com.br, edição 242, de outubro de 2019. 

Abaixo está a referência bibliográfica do mesmo: 

ALÉS, A. J. L. Endoscopia nos animais de estimação. Disponível em:

<http://www.webanimal.com.br/cao/endos.htm>. Acesso em: 01 de Julho de 2011.

AMICIS, T. C.; KURPERSHOEK, C. Pattern of breathing in brachycephalic dogs. Am J Vet Res., v. 47, n. 2200–4, 1986.

ASHER, L.; DIESEL, G.; SUMMERS, J. F.; MCGREEVY, P. D.; COLLINS, L. M. Inherited defects in pedigree dogs. Part 1: Disorders related to breed standards. The Veterinary Journal., v. 182, p. 402–411. 2009.

CANOLA, R. A. M. Avaliação cardiorrespiratória da síndrome braquicefálica em buldogues franceses. v. 22. 2018

DAVIDSON, A. D.; MATHEWS, K. G.; KOBLIK, P. D.; THÉON, A. Doenças do nariz e dos seios nasais. Págs. 1059-1081 em: ETTINGER, S. J. & FELDMAN, E. C (editores). Tratado de Medicina Veterinária, 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. p. 1059-1081, 2004

FOSSUM T. W.; DUPREY L. P. Cirurgias do trato respiratório superior. In: Cirurgia de Pequenos Animais. São Paulo:Roca, p.726-729, 2005.

HAWKINS, E. C. Distúrbios do sistema respiratório. In NELSON, R. W.; Couto, C. G. Medicina interna de pequenos animais. 4ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

HEDLUND, C. S. Brachycephalic airway disease. 80ht Western Veterinary Conference. v. 286, 2008.

HEDLUND, C. S. Sugery of upper respiratory system. In: FOSSUM, T.W. Small Animal Surgery. 3ª ed. Mosby. St. Louis, USA. p. 817-866, 2007 

HENDRICKS, J. C. Brachycephalic airway syndrome. Vet Clin North Am Small Anim Pract v.22. P. 1145– 1153, 1992.

HOWKINS, E. C. Do sistema respiratório. In: NELSON, R. W.; COUTO, C.G.; Medicina interna de pequenos animais. Elsevier. Rio de Janeiro, Brasil. p. 481-492, 2010.

KEATS, M.M. 2012b. Brachycephalic airway syndrome, part 2: surgery of the palate and larynx. DVM newmagazine, USA, 8S-9S. 2010

KING, L. G. Respiratory disease in dogs and cats. Elsevier, 2004.

LANG, S. A.; DUNCAN D. A.; SHEPHARD, D. A. & HA, H. C. Pulmonary edema associated with airway obstruction. Canadian Journal of Anesthesia. v. 37, p. 210- 218, 2003.

MASSÓ J. F. B.; MACHADO J. E.; ALBERTUS, J. C. C.; GARCIA, S. M. Revisión del braquicefálico y su abordaje quirúrgico. Argos Informativo Veterinário. v. 87. p. 52-56, 2007.

MEOLA, S. D. Brachycephalic airway syndrome. Top Companion Anim Med. v. 28(3). p. 91–96, 2013.

MONNET, E. Respiratory Syndrome in patient brachycephalic. North American Veterinary Conference. Fort Collins, CO, USA, 2007.

MONNET, E. Brachycephalic airway syndrome. In: SLATTER, D. Textbook of Small Animal Surgery, 3th ed. Philadelphia, p. 808-813, 1993.

NELSON, R. W.; COUTO, C. G. Distúrbios da Laringe. In: NELSON, R. W. & COUTO, C.

  1. Medicina Interna de Pequenos Animais, 2th ed. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, p. 192-195, 2001.

OECHTERING, G. Síndrome braquicefálica, novas informações sobre uma antiga doença congênita, Veterinary Focus. v. 20 n. 2. 2010.

OROZCO, S. C.; GÓMEZ, L. F. Manejo médico y quirúrgico del síndrome de las vías aéreas superiores del braquicéfalo. Revista do Colégio de Ciencias Pecuarias v. 16. p. 162-170, 2003.

PACKER.  R,  M,  A.;  HENDRICKS.  A.; TIVERS,  M.  S.; BURN,  C.  C.; Impact of Facial Conformation on Canine Health: Brachycephalic Obstructive Airway Syndrome.  PLoS ONE 10(10): e0137496.doi:10.1371/journal.pone.0137496, 2015.

PACKER, R. M. A.; HENDRICKS, A.; BURN, C. C.; Do dog owners perceive the clinical signs related to conformational inherited disorders as 'normal' for the breed? A potential constraint to improving canine welfare. Animal Welfare v. 21. p. 81–93, 2012.

TORREZ, C. V.; HUNT G. B.; Results of surgical correction of abnormalities associated with brachycephalic airway obstruction syndrome in dogs in Australia. J. S. Ani. Pract. v. 47. p. 150-154, 2006.

VADILLO, A. C. Síndrome braquicefálica e paralisia laríngea em cães. In: ALONSO, J. A.

  1. Enfermidades Respiratórias em Pequenos Animais. São Caetano do Sul, SP., Editora Interbook, p. 93-98, 2007.

Wayne, R.K. Consequences of domestication: morphological diversity of the dog. Oxon, UK: CABI Publishing. p. 43–60, 2001

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.