Assine

RioZoo faz adaptações nos recintos de alguns animais por conta do calor

Urso pardo recebe picolé de frutas e os felinos sabor carne com sangue

O verão chegou implacável ao Rio de Janeiro. Quase que diariamente, a cidade vem registrando sensação térmica acima de 40 graus e resistir ao calor é uma dura missão para qualquer ser vivo que habita a Cidade Maravilhosa. Para os animais do RioZoo, não é diferente. 

Este ano, o zoológico instalou ar-condicionado e aspersor de água - parecido com os que fazem irrigação em campos de futebol, por exemplo -  nas áreas de vivência de alguns animais que exigem cuidados mais específicos, como é o caso do urso Zé Colmeia - do tipo pardo. 

Atualmente, segundo a bióloga do RioZoo, Laura Nunes Garcia Vieira, o ar-condicionado foi colocado área de cambiamento dos animais, onde repousam e dormem. “Estes cuidados especiais estão sendo dados aos ursos pardos e de óculos, aos tigres e ao leão. Colocamos, também, um aspersor que, automaticamente, aciona uma nuvem d'água para refrescá-los”, conta.

Ela diz que há uma atenção especial praticamente a todos os animais, exceto os répteis, que, nesta época de intenso calor, se sentem ainda mais à vontade. Para felinos e primatas, uma peculiaridade que chama atenção dos visitantes são os picolés. “O picolé oferecido a cada animal contém alimentos que, normalmente, fazem parte da dieta deles. Enquanto o urso pardo recebe o sorvete no sabor coco, maçã, banana ou manga, os felinos saboreiam um de carne e sangue”, descreve. 

Ela diz, ainda, que o mimo dos picolés não é oferecido todos os dias. “Fazemos esta atividade como uma forma de enriquecimento alimentar. Assim, oferecemos parte da alimentação em forma de picolé para ele gastar mais tempo interagindo e, ao mesmo tempo, se refrescando. Cada animal recebe um sorvete, mas não são todos os dias, senão deixa de ser novidade para eles”, conclui. 

Fonte: O Globo, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.