Assine

Síndrome do braquicefálico apresenta diversos sinais clínicos

Veterinária afirma que doenças periodontais são muito comuns nesses animais

Animais braquicefálicos possuem anatomia diferente dos demais animais quando o assunto é Odontologia. A médica-veterinária com especialização em Odontologia Veterinária, Sérgia Beatriz Santana, explica que nesses pacientes, a alteração anatômica mais marcante é na cavidade nasal. 

Segundo ela, consequentemente, é possível observar com frequência estenose de narina, prolongamento do palato mole e eversão de sáculos larigeanos. “Quanto à cavidade oral, a giroversão dos dentes pré-molares maxilares é marcante, além do apinhamento dos dentes incisivos mandibulares e maxilares. Em alguns casos, observamos a macroglossia, ou seja, aumento relativo da língua”, explica Sérgia. 

Ainda de acordo com ela, esses animais necessitam de atenção redobrada, pois, infelizmente, alguns sinais clínicos, como a respiração ruidosa que se assemelha ao ronco, cianose, intolerância ao exercício e síncopes, são considerados normais e até padrão da raça. “Porém, esse conjunto de alterações caracteriza a síndrome do cão braquicefálico (e acarreta sérios impactos à saúde do paciente)”, afirma e completa que, embora haja alteração na oclusão, a mastigação não é comprometida. 

De acordo com a profissional, doenças periodontais são muito comuns nesses animais. Sérgia explica que a escovação dentária é considerada padrão ouro para a prevenção e manutenção da saúde oral. “A utilização de produtos para controle da halitose e petiscos podem auxiliar nesse processo. Porém, é importante ressaltar que nunca substituirão a escovação. Principalmente nos casos onde a doença periodontal já se encontra ativa e avançada”, diz. 

Ela comenta que os médicos-veterinários não podem esquecer, ao se falar em Odontologia Veterinária de animais braquicefálicos, em síndrome do braquicefálico, doença periodontal precoce e lesões nas mucosas devido à maloclusão. 

Leia a reportagem completa na edição nº 232. Clique aqui. 

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.