Assine

Setor pet aumenta exportações em 700%, de 2006 a 2017

Projeto da Apex-Brasil elevou número de empresas em mercados estrangeiros

A parceria entre o Instituto Pet Brasil e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) rende frutos para a economia brasileira de forma ininterrupta desde 2006, quando se iniciou o Projeto Setorial Pet Brasil. O desempenho de 2017 representa um crescimento médio anual de 20,9% frente a 2006. Em 2005, o País praticamente não exportava. Contabilizado todo o período, a alta é ainda mais expressiva: aproximadamente 700% para todo o setor. 

Só em 2017 (dados consolidados mais atuais), quando levado em conta o total das exportações brasileiras do setor, o resultado do projeto representou uma fatia de 27,1% (US$ 56,5 milhões). "É importante salientar, também, que, nos últimos anos, a tendência é de crescimento das exportações com base nas ações junto à Apex-Brasil, comenta o vice-presidente de Comércio e Serviços do Instituto Pet Brasil, Nelo Marraccini. De acordo com ele, em 2017, o setor um total de mais de US$ 210 milhões exportados. 

Além de aumentar as exportações, o projeto setorial criado em conjunto pelas duas entidades também fez crescer a quantidade de companhias que estão enviando seus produtos para fora do Brasil. Em 2014, 41 empresas integravam o projeto, dentre as quais 20 eram exportadoras. Já em 2017, 63 empresas foram apoiadas pelo projeto setorial, das quais 29 eram exportadoras. "Esses dados provam que nossa parceria com a Apex-Brasil gerou resultados relevantes e é fundamental para o desenvolvimento do setor, contribuindo para sua competitividade e projeção no mercado mundial", comenta Marraccini. 

Eventos internacionais. Além de receberem qualificação profissional e inteligência de mercado, anualmente, companhias brasileiras voltadas a produtos e serviços para animais de estimação participam de pavilhões internacionais em feiras de negócio como a Pet Fair Asia (China), Zoomark (Itália), Global Pet (EUA), Interzoo (Alemanha), entre outras. "Nosso setor movimenta mais de R$ 30 bilhões por ano e estamos certos de que a Apex-Brasil é vital para a ampliação de negócios, capacitação profissional e para o fortalecimento do Brasil como vitrine de oportunidades, tanto para aqueles que querem exportar, quanto para as companhias estrangeiras que buscam novos parceiros internacionais. A mensagem que a agência passa é clara: o País é um porto seguro para a concretização de bons negócios", opina o representante da entidade. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.